Zuckerberg toma medidas para lidar com boatos no Facebook

O empresário e programador Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook, informou que está tomando medidas para lidar com a divulgação de informações falsas na rede social, oferecer mais precisão e confiabilidade ao feed de notícias.

A rede social está sendo atacada por supostamente ter favorecido Donald Trump nas eleições americanas. Várias teorias começaram a surgir nos últimos dias, apontando que a proliferação de boatos teria favorecido o empresário.  Zuckeberg se manifestou em seu blog no último dia 19 e disse que está tomando providências.

Zuberberg destacou sete ações que a empresa adotou. Foto: Divulgação
Zuckerberg destacou sete ações que a empresa adotou (Foto: Divulgação)

“Levamos a desinformação com total seriedade e nosso objetivo é conectar as pessoas com os assuntos que fazem mais sentido para elas, e sabemos que as pessoas querem informações precisas”. Ele destacou sete ações que a empresa adotou para evitar a disseminação de notícias falsas.

1ª – Constatação sólida: Devemos melhorar nossa capacidade de identificar e classificar a desinformação o que significa melhoras em sistemas técnicos.
2ª – Sistema de denúncias: Facilitar o recebimento de denúncias sobre notícias falsas que nos ajudará a encontrar outras informações falsas.
3ª – Verificação de terceiros: Utilizar a expertise de organizações respeitadas em checagem e aprender com muitas delas.
4ª – Advertências: Estamos analisando como etiquetar matérias que já tenham sido apontadas como falsas.
5ª- Qualidade dos artigos relacionados: Estamos elevando o nível das matérias que aparecem nos “artigos relacionados”.
6ª- Desmontar a economia das notícias falsas: Grande parte da desinformação é difundida por spans com motivação financeira. Estamos procurando formas de atrapalhar essa atividade econômica com políticas publicitárias.
7ª Ouvir: Vamos continuar trabalhando com jornalistas e outros membros do setor da mídia para colhermos sua opinião, em especial, a fim de melhor entendermos seus sistemas de checagem.

Boatos

O hoax, termo usado para designar boatos que se espalham na internet via e-mail ou redes sociais estão alcançando um número elevado de pessoas. Um exemplo recente envolve uma frase falsamente atribuída à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Numa montagem do Facebook, ela teria criticado o PM que reagiu a um assalto e matou três bandidos em São Paulo quando dirigia um Uber.

“Hoje temos três famílias chorando em razão desse PM opressor. Caso ele não tivesse reagido, apenas uma família choraria. Assim o prejuízo seria menor para a sociedade.”

O deputado estadual Cabo Julio (PMDB-MG) leu a postagem falsa durante uma sessão no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Movido pelo ódio momentâneo, xingou-a de “vaca” por três vezes. Além da vergonha nacional, será acionado na Justiça por Maria do Rosário.

 

Comentários

comentários