Zeca do PT se irrita e ameaça bater em manifestante pró-impeachment

Manifestação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) em Mato Grosso do Sul criou constrangimento e ameaças no Aeroporto Internacional de Campo Grande. O deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, ameaçou dar um tapa na cara de uma manifestante campo-grandense que protestava no local. Vídeo do caso está circulando nas redes sociais.

Zeca do PT se irrita em manifesto (Foto: Reprodução )
Zeca do PT se irrita em manifesto (Foto: Reprodução )

A intimidação ocorreu após a senhora tocar no ombro do deputado e pedir para que ele doasse as fazendas que possui para os indígenas de Mato Grosso do Sul. Visivelmente irritado, o pestista falou em alto e bom som: “Se tocar em mim mais uma vez, eu te dou um tapa na cara”.

Com faixas pedindo o impeachment de Dilma, o combate à corrupção e a “prisão do chefe da quadrilha” — ex-presidente Luiz Inácio Lula de Silva —, cerca de 15 pessoas receberam ainda os deputados federais Geraldo Resende (PMDB), Elizeu Dionízio (PSDB), Vander Loubet (PT) e os senadores Waldemir Moka e Simone Tebet (ambos do PMDB).

Além do grupo que estava organizado para protestar, outras pessoas que estavam no pátio do aeroporto acabaram aderindo ao evento. “A população está cansada de corrupção”, destacou o eletricista, Paulo Fernandes Gusmão, 32.

Sem terem conhecimento do manifesto, as reações dos parlamentares foram diversas. Enquanto uns deram apoio à causa, outros tentaram passar desapercebidos. Da ala dissidente do PMDB em relação ao apoio à Dilma, a senadora sul-mato-grossense Simone Tebet declarou que votará a favor do afastamento da presidente. “Tendo elementos jurídicos para cassar, eu cassarei a presidente Dilma. Já há elementos de admissibilidade”, afirmou Simone que foi aplaudida pelos manifestantes.

Comentários

comentários