Wilmar Waldez renuncia à Federação Uruguaia após suposto áudio

Gazeta Esportiva.com

Wilmar Valdez renunciou à presidência da AUF e não concorrerá à reeleição (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira, Wilmar Valdez, presidente da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), anunciou a renúncia ao cargo, alegando motivos familiares. Desta forma, o mandatário afasta qualquer possibilidade da decisão estar ligada a possibilidade do vazamento de áudios que a imprensa local noticiou nos últimos dias.

“Motivam essa decisão razões estritamente pessoais e familiares, que nada têm a ver com o contexto do atual momento eleitoral. Sobre esse ponto, e em virtude de uma série de especulações e rumores que foram tornados públicos nas últimas horas, desejo expressamente destacar que não houve qualquer pressão indevida, ameaça ou extorsão com o objetivo de me fazer tomar esta decisão”, afirmou o dirigente em carta aberta.

Em entrevista ao Canal 10, neste domingo, Valdez admitiu a existência dos áudios e mostrou arrependido do que falou. “Eu me arrependo de ter falado sobre determinadas pessoas em determinado contexto, em uma conversa privada, que nunca imaginei que estivesse sendo gravada”, comentou.

Assim, Eduardo Abulafia, que já foi presidente da segunda divisão local, e o ex-presidente do Danubio, Arturo del Campo, serão os únicos candidatos ao cargo máximo do futebol uruguaio nas eleições desta terça-feira. Mesmo com saída da AUF, Valdez segue membro do Conselho da Fifa e do Comitê Executivo da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Comentários