WhatsApp vai testar recurso anti-boatos após linchamentos na Índia

Boatos espalhados pela plataforma levaram a linchamentos que deixaram 27 pessoas mortas em apenas dois meses no país

Após linchamentos na Índia, o WhatsApp está testando uma ferramenta que deve evitar a disseminação de boatos na Índia.

Foto: Reuters

O novo recurso vai permitir aos receptores das mensagens saberem se o conteúdo foi escrito pelo remetente ou se foi encaminhado. A empresa comunicou oficialmente o governo indiano nesta quarta-feira (4), segundo a CNN.

Boatos espalhados pela plataforma levaram a linchamentos que deixaram 27 pessoas mortas em apenas dois meses na Índia. As vítimas foram acusadas injustamente de tráfico de crianças com base em boatos que circularam no WhatsApp.

A Índia é o maior mercado do WhatsApp, com mais de 200 milhões de usuários mensais.

Comentários