Voo do Fla é marcado por protesto e piloto pede calma aos passageiros

Grupo de torcedores iniciou protesto no aeroporto em São Paulo e continuou em pleno voo até a chegada ao Santos Dumont

A derrota por 1 a 0 para o Corinthians trouxe de volta à Gávea um clima de intranquilidade. Na saída da delegação em São Paulo, após o jogo, um grupo de torcedores protestou asperamente contra os jogadores no saguão do aeroporto de e, também, dentro da aeronave. O problema se agravou ainda com o atraso de aproximadamente 45 minutos. Por conta da confusão, o piloto precisou acionar o sistema de som para pedir calma aos passageiros.

Voo do Flamengo de volta ao Rio foi conturbado (Foto: Pedro Barboza)
Voo do Flamengo de volta ao Rio foi conturbado (Foto: Pedro Barboza)

– A gente foi pra fila para entrar no avião e umas pessoas começaram a falar mais alto, o que chamou a atenção das pessoas em geral. E dois comecaram a gritar, xingando os jogadores, falando para eles treinarem, etc… Só que depois foram ficando mais agressivos, xingando mais alto e ofendendo mais. Aí quando entramos no avião alguns desses torcedores entraram também e continuaram a falar alto com os jogadores, até que o comandante falou no áudio. Quando chegamos aqui no Rio a polícia já estava esperando por eles – relatou Gabriela Correia, uma passageira que estava no mesmo voo do Flamengo.

– Todos estão em prol à segurança do voo, por isso peço para que todos fiquem sentados. O time do Flamengo está no voo, é um grande time, não é o meu time, mas respeito muito os jogadores, técnico, todos, por isso temos de ter respeito no dia a dia independentemente de time, raça, cor… Por favor, todos mantenha a calma neste voo. Muito obrigado – pediu o piloto.

A delegação rubro-negra desembarcou por volta das 23h30, no Aeroporto Santos Dumont com uma aparato de segurança reforçado pela polícia e por seguranças do clube. Os jogadores se reapresentam na terça-feira, no Ninho do Urubu.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários