Vítimas de ataque no Egito eram turistas alemãs

Último Segundo - iG / SF

Outras quatro mulheres também foram atacadas pelo agressor, que foi contido pela polícia. Foto: Al Arabiya

De acordo com as informações do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha deste sábado (15), a nacionalidade das duas turistas que foram esfaqueadas e mortas na última sexta-feira (14) , no balneário de Hurghada, na costa do Mar Vermelho, no Egito, é alemã.

O ataque, segundo o ministério, foi aparentemente feito contra turistas estrangeiras, todas mulheres, já que, além delas, outras quatro estrangeiras ficaram gravemente feridas por conta das apunhaladas.

Fontes oficiais egípcias informaram que o suspeito acessou a praia privada do hotel onde o ocorrido foi relatado por meio do mar, nadando, vindo de uma praia pública próxima. A cidade de Hurghada se estende por 40 quilômetros da costa egípcia e é muito conhecida pelo turismo e seus inúmeros resorts, restaurantes e bares.

Anteriormente, uma confusão a respeito da nacionalidade das vítimas atrapalhou as investigações. Fontes divergiam entre Ucrânia e Alemanha como o país de origem das mulheres, o que fez com que o ataque fosse divulgado com cautela.

Comentários