Vítimas de acidente na BR-060 eram ex-mulher e filhos de tenente da PM

O grave acidente ocorrido no inicio da tarde de hoje na rodovia BR-060, entre os quilômetros 464 e 465, região do Canta Galo velho, município de Sidrolândia, tirou a vida de três integrantes da mesma família após veículo que estava a serviço da Secretaria Municipal de Saúde de Nioaque, um Fiat Pálio, explodir e pegar fogo numa ribanceira.

Carla Emanuelle Alves Ferraz, de 34 anos, Joiciely Ferraz Ferreira Bica, 11 anos e Lucas Gabriel Ferraz Carneiro, de 3 meses.Foto: Marcos Tomé/Região News
Carla Emanuelle Alves Ferraz, de 34 anos, Joiciely Ferraz Ferreira Bica, 11 anos e Lucas Gabriel Ferraz Carneiro, de 3 meses.Foto: Marcos Tomé/Região News

Carla Emanuelle Alves Ferraz, de 34 anos, estava acompanhada dos filhos; Joiciely Ferraz Ferreira Bica, 11 anos, e transportava nos braços, Lucas Gabriel Ferraz Carneiro, um bebê que completaria 4 meses no próximo dia 25. Carla era ex-mulher comandante do 4ª Pelotão da Polícia Militar de Nioaque, tenente Joicemir Ferreira Bica, pai de uma das vitimas; Joiciely Ferraz.

O funcionário público, Jedimar Mendes de Araújo, que conduzia o Fiat Pálio no momento do acidente sofreu escoriações pelo corpo e queimaduras leves, passou por avaliação médica e teve alta hospitalar. Outras duas pessoas que também estavam no carro da Saúde, Rosa da Hora Silva, de 47 anos e Jorge Romeiro, saíram ilesos.

O acidente

Dois acidentes registrados simultaneamente na BR-060, região do Canta Galo Velho a 30 quilômetros de Sidrolândia, tiveram um desfecho trágico. Com o impacto da batida, o Pálio explodiu e não houve como salvar as vítimas que foram resgatadas do veículo e seus corpos ficaram as margens da pista, num cenário chocante.

Pista está parcialmente liberada Foto: Sidrolândia News
Pista está parcialmente liberada Foto: Sidrolândia News

No momento, a visibilidade era quase nula. Havia fogo na vegetação do acostamento e o vento acabou trazendo fumaça para o meio da pista. Um caminhão Mercedes Benz 2324, placas NRZ-1428 de Bonito, vinha de Campo Grande (com destino a Nioaque) carregado com 8 toneladas de verduras e 4 mil quilos de pedra de mármore.

O caminhão era dirigido por William Meira Simão, de 25 anos, que tinha como ajudante Luciano Olmedo (29). Na altura do km 464, o caminhão acabou batendo na traseira do Pálio que, conforme o depoimento do ajudante, estaria parado na pista, provavelmente por causa da fumaça.

Com o impacto da batida, o veículo da Secretaria de Saúde de Nioaque foi arremessado para o meio do fogo e acabou explodindo. O caminhão ainda avançou 100 metros e o motorista parou para socorrer as vítimas.

Com Informações Região News

Comentários

comentários