Violência contra idosos e o ‘lixão’ serão temas de Audiências Pública na Câmara nesta quarta-feira

idosoOs vereadores da Câmara Municipal realizam nesta quarta-feira (8), duas Audiências Pública para discutir dois temas distintos, mas de extrema relevância a população de Campo Grande. Pela manhã, a partir das 9 horas, o debate será sobre o ‘lixão’ do município com seus velho, longo e problemático tema, que englobará o aterro sanitário da Capital e os catadores de resíduos sólidos. Já no período da tarde, às 14 horas, a discussão será sobre a “violência contra os idosos”, na Audiência Pública.

O debate sobre ‘lixão’ foi convocado pela Comissão Permanente de Meio Ambiente, e a convocação da discussão aos ‘idosos’ é pela Comissão Permanente de Assistência Social e do Idoso.

A primeira reunião falará sobre toda a problemática da situação, principalmente, no que tange hoje, a ocupação e falta de espaço para todos os catadores e estrutura da UTR (unidades de Tratamento de Resíduos). O local já foi marcado e envolveu a poucos dias, novos protestos e violência entre os membros da cooperativa, polícia e os não membros, que não conseguem colocação no local e estão proibidos de entrar na UTR e no próprio aterro.

Já no tema que envolve a população da terceira idade, irá tratar sobre todas as formas de violência, domestica e publica contra esta população que muitas vezes fica desassistida por familiares e Poder Público. Bem como, a audiência proposta pelo vereador Edson Shimabukuro, quer também divulgar os direitos e algumas leis que pode assistir os cidadãos idosos da Capital.

Idosos e a Lei do ‘Posto’

O parlamentar visa, por exemplo, dar conhecimento não só aos idosos, mas a familiares ou quem os acompanha, que os campo-grandenses, hoje podem contar com a Lei municipal 5.678, que trata sobre prioridades em atendimento medico. Desde o último dia 21 de março, os idosos tem previsto que a realização de consultas e exames médicos não poderão exceder ao prazo de sete dias, no máximo, em toda rede de Saúde da Capital.

O vereador Edson irá divulgar também e já está distribuindo o “Gibi do Idoso Ativo”, em parceria com a produção do álbum feita pela UMI (Universidade da Melhor Idade) da UCDB. “Apoiar e viabilizar o lançamento deste ‘Gibi do Idoso Ativo’ é muito gratificante porque ajuda no conhecimento e acima de tudo no combate a violência ao idoso, ao divulgar para a comunidade seus direitos”, aponta o parlamentar, que já com o convite da Audiência está distribuindo o Gibi.

Serviço

As Audiências serão realizadas no Plenário Edroim Reverdito, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1600, Jatiúka Park.

Comentários

comentários