Vigilante de banco morre com tiro na testa e polícia investiga se disparo foi acidental

Um vigilante de um banco morreu na tarde de ontem (29), após ser baleado com um tiro na testa em uma agência bancária na Avenida Coronel Antonino, em Campo Grande. A polícia está investigando se o tiro foi acidental.

policia-2

De acordo com informações do boletim de ocorrência, Celso de Jesus Gomes, 40 anos, chegou ao local para assumir o turno de trabalho. O outro vigilante, também de 40 anos, contou à polícia que na hora que foi entregar a arma de fogo de calibre 38 para Celso, ela escorregou de sua mão, acabou caindo no chão e disparando sozinha, atingindo a testa da vítima. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e Celso encaminhado para a Santa Casa, porém não resistiu ao ferimento e morreu.

Uma funcionária do banco informou à polícia que não ouviu o barulho da arma caindo no chão. Ela também relatou que impediu que o outro vigilante mexesse na cena do crime, porém foi constatado que o local havia sido descaracterizado.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro.

Comentários

comentários