VÍDEO: Werdum finaliza Velasquez e conquista 3º cinturão para o Brasil

Um especialista em chocar o mundo do MMA. Assim pode ser definido Fabrício Werdum. O homem que há quatro anos fez história ao quebrar a série invicta do lendário Fedor Emelianenko, desta vez marcou seu nome no rol dos campeões lineares do maior evento do planeta, finalizou Cain Velasquez e unificou os títulos dos pesos pesados do UFC.

F. Werdum é o novo campeão linear dos pesos pesado - Foto: Josh Hedges/UFC
F. Werdum é o novo campeão linear dos pesos pesado – Foto: Josh Hedges/UFC

Apesar de ser fluente em espanhol, comentarista oficial do Ultimate para o público latino e ter provocado bastante Velasquez sobre a proximidade do norte-americano com suas raízes mexicanas, Werdum parece não ter feito o suficiente para convencer o público local, que torcer por Cain e vaiou bastante o brasileiro durante toda a luta.

A vitória de Werdum, no entanto, calou os mais de 20 mil torcedores presente à Arena Ciudad de Mexico, onde ecoavam os gritos de comemoração da equipe do lutador brasileiro.

Com o triunfo de Werdum, o Brasil agora tem três campeões no Ultimate – além de “Vai Cavalo”, também são detentores de cinturão Rafael dos Anjos e José Aldo.

A LUTA
Antes do primeiro minuto de luta, Fabrício Werdum já havia sofrido um knockdown, mas CainVelasquez não quis aceitar o jogo no chão. Pelo contrário, o norte-americano ascendência mexicana buscou rapidamente a grade para impor seu jogo de pressão e intensidade. No fim da parcial, o brasileiro conseguiu acertar um golpe de encontro, que abriu um corte no rosto deVelasquez.

No segundo assalto, Werdum se mostrou um pouco mais cansado e teve sua movimentação minada pelos chutes de Velasquez. Apesar disso, o brasileiro conseguiu alguns bons golpes de encontro por cima e também ameaçou o campeão linear. Na metade do assalto, Cain sentiu uma joelhada do brasileiro, que viveu um bom momento e chegou a dar a impressão que cederia aos golpes do gaúcho. No minuto final, o momento foi todo de Fabrício, que conectou boas joelhadas e golpes diretos para garantir a parcial.

Instruído por seus técnicos, Velasquez tentou a queda logo no início do terceiro round, mas Werdum conseguiu a reversão e se livrou da investida. Usando e abusando do clinch do muay thay, o brasileiro atingiu Cain e o deixou completamente desnorteado. Bastante cansado, o norte-americano tentou uma queda desesperadamente e deixou o pescoço para que o brasileiro, multicampeão no jiu-jitsu pegasse uma guilhotina justa.

Com a posição encaixada, era possível ver Werdum sorrindo antes da intervenção do árbitro Herb Dean, pois sabia que o título dos pesados estava em suas mãos.

Após o duelo, ainda no octógono, Werdum comemorou, agradeceu e pregou respeito a seu adversário. “Eu quero agradecer a todo. Todos vamos respeitar o Cain Velasquez e eu queria agradecer ao meu país, o Brasil, minha equipe e minha família. Foi uma luta duríssima e com certeza teremos uma revanche”, declarou, ao comentarista Joe Rogan.

Eddie Alvarez x Gilbert Melendez era um dos combates mais aguardados do UFC 188, pois reunia dois ex-campeão do Bellator e Strikeforce – e, portanto, os melhores pesos leves fora do octógono há alguns anos. Porém, apesar da expectativa, o duelo não teve tanta ação quanto se suponha, mas ainda assim foi bastante movimentado e Alvarez levou a melhor, em decisão apertada.

Após um início de muito estudo, Melendez acabou acertado Alvarez com uma cotovelada duríssima de encontro enquanto o rival tentava um uppercut. O golpe acabou abrindo um corte na região do olho esquerdo de Eddie, que passou a ter dificuldade para enxergar daí em diante. Até o fim da primeira parcial, o ex-campeão do Strikeforce soube capitalizar bem sobre a vantagem adquirida e controlou o rival na trocação, especialmente com seus jabs certeiros.

No segundo round, a dificuldade para enxergar de Alvarez se acentuou e o atleta da Blackzilians apostou nas tentativas de quedas para minimizar os danos na região do olho. Após quase cinco minutos tentando, o ex-campeão do Bellator finalmente conseguiu levar o rival para o chão na reta final do assalto, o que, juntamente com uma cotovelada no segundo final, acabou lhe garantindo a vantagem.

No último e decisivo round, Melendez apresentou sinais de cansaço e o combate transcorreu de forma bastante equilibrada nos cinco minutos finais. Sem conseguir se desvencilhar do jogo de Alvarez na grade, Melendez acabou cedendo à pressão do rival. Nos últimos segundos, Eddie ainda conectou um golpe rodado que abriu um corte profundo, que sangrou de forma abundante, para levar a melhor também na terceira parcial.

Ao fim dos 15 minutos sem a intensidade que se imaginava, Eddie Alvarez foi declarado vencedor na decisão dos juízes em decisão dividida dos jurados.

CAMPEÃO DO TUF 17 VOLTA A VENCER APÓS PROBLEMAS COM PESO

De volta aos pesos médios após sofrer sua primeira derrota profissional e perder o peso por quase cinco quilos, Kelvin Gastelum fez questão de impressionar em sua volta ao octógono e atropelou o ex-campeão do Strikeforce Nate Marquardt. Após uma verdadeira surra aplicada no rival, Gastelum viu os córners de Marquardt jogarem a toalha no intervalo do segundo para o terceiro assalto.

Após o triunfo, o campeão do TUF 17 disse que seu plano era mesmo deixar um recado para os dirigentes do Ultimate e tentar, quem sabe, justificar sua volta aos pesos meio-médios. “Esse é meu plano, mas eu ainda não sei. Eu tenho que sentar e conversar com o Joe Silva e o Dana White e ver o que vamos fazer”, garantiu.

CARD PRINCIPAL

Fabrício Werdum finalizou Cain Velasquez com uma guilhotina aos 2m13s R3;

Eddie Alvarez venceu Gilbert Melendez por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29 e 29×28);

Kevin Gastelum venceu Nate Marquardt por TKO (desistência) no intervalo do R2 para o R3;

Yair Rodriguez venceu Charles Rosa por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29 e 29×28);

Tecia Torres venceu Angela Hill em decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 29×28);

CARD PRELIMINAR

Henry Cejudo venceu Chico Camus por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 30×27);

Efrain Escudero finalizou Drew Dober com uma guilhotina aos 54 segundos do R1;

Patrick Williams finalizou Alejandro Perez com uma guilhotina aos 23 segundos do R1;

Johnny Case venceu Francisco Trevino por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 30×27);

Cathal Pendred venceu Augusto Montaño por decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28 e 29×28);

Gabriel Benitez venceu Clay Collard por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 30×27).

Marcadores: Cain Velasquez, Fabricio Werdum, UFC 188

SUPER LUTAS

 

Comentários

comentários