Vídeo: Motorista de Uber e mortos são identificados e polícia faz caçada na região do Jd. Carioca

Lúcio Borges

Motorista ainda no carro (Foto: enviada por Whatsapp)

O motorista do Uber, atingido em tiroteio e mortes que ocorreram a cerca de uma hora no Jardim Carioca, é Nelson Miyashiro Tobaru, apelidado de Shinho, que foi encaminhado a Santa Casa de Campo Grande, em estado grave. Tobaru, que identificamos na matéria anterior, como sendo chines, devido sua fisionomia e pronuncia de conhecidos, foi atingido com tiros na cabeça e na costa. Veja abaixo, o acréscimo dos nomes e estoria dos dois mortos por fuzilamento na ação, que quase fatalizou o rapaz que também é Profissional da Educação Física, e estava fazendo corridas por meio do aplicativo para complementar a renda da família.

Contudo, já há informações do pai da vitima, que ele foi atendido e dado laudo médico, o retirando de risco de morte. O Uber Nelson estaria em serviço normal, sendo que o alvo do tiroteio seria um dos dois passageiros, que foram mortos, dentro do veículo, tendo até estourado partes dos crânios. Os mortos ainda não foram identificados.

Conforme testemunhas, as vítimas chamaram o Uber em frente ao Condomínio Residencial Nelson Trad, no Jardim Carioca, onde havia acabado de deixar uma cliente. Ao iniciar a corrida, o motorista percebeu que estava sendo fechado por uma motocicleta e uma caminhonete, tentou acelerar, mas os bandidos começaram a disparar.

Segundo testemunhas, os atiradores estavam em uma caminhonete Hilux prata e usavam armas de grosso calibre, sendo fuzis. Também foram vistas duas motos por testemunhas.

Polícia

A movimentação é grande na região, com grande aparato policial deslocado, tendo a polícia fazendo uma caçada, em toda a região, que abrange o Jardim Carioca, Aeroporto, Santa Monica e Vila Popular. O helicóptero Harpia 1, da Polícia Militar sobrevoa a região em buscas de suspeitos.

Moradores estão assustados nas residencias, mas também há uma aglomeração intensa no trecho onde ocorreu o crime.

Lugar ou hora errada em ‘acerto de contas’ de foras da Lei **

O rapaz que também é professor de Educação Física é conhecido como “Shinho” e estava fazendo corridas por meio do aplicativo para complementar a renda da família. O motorista de Uber atendeu um chamado dos dois passageiros, identificado como Maickon Alves Marques, de 22 anos, e Reynan Felipe Alves de Oliveira, 20, que acabaram sendo assassinados, no Jardim Carioca, onde ele havia acabado de deixar uma outra cliente, no mesmo local do então residencial.

Ao iniciar a corrida, o motorista percebeu que estava sendo fechado por uma motocicleta e uma caminhonete, tentou acelerar, mas os bandidos começaram a disparar. Ele foi atingido, provavelmente para para o carro, pelo motoqueiro, que o acertou com arma de calibre 22′.

Já os passageiros, Maickon e Reynan, que foram apontados como “foras da lei”, foram atingidos com fuzil, em crime descrito como acerto de contas. A ação já pode ser caracterizada assim, devido ao grande número de tiros e os baleados dentro do veículo, que foram mortos, após serem perseguido e parados na Rua Zacarias Mourão, no Jardim Carioca.

Segundo consta, o acerto de contas, é por outro crime, que a dupla teria cometido ou participado a poucos dias, no outro lado da cidade, na região do Jardim Itamaracá, saída para São Paulo, região sul de Campo Grande.

** Matéria atualizada às 18 horas para acréscimo dos nomes e estoria dos dois mortos.

Comentários

comentários