Vídeo mostra PM derrubando mulher com um soco em manifestação na USP

Ato fez parte do Dia Nacional de Paralisação, com protestos contra o ajuste fiscal e projeto de lei que trata da terceirização

São paulo – Uma manifestação de estudantes e funcionários da Universidade de São Paulo (USP) terminou em confronto com a Polícia Militar nesta sexta-feira. Em um vídeo feito durante a confusão, um PM aparece jogando spray de pimenta no rosto de manifestantes e derrubando uma mulher com um soco.

Nas imagens, um jovem é detido pela PM e a mulher tenta ajudá-lo. Em seguida, o policial pega a mochila dela e joga spray de pimenta no rosto das pessoas que estavam perto. Ao resistir e tentar acertar o PM com um guarda-chuva, a manifestante levou um soco e foi derrubada com uma rasteira pelo oficial.

O ato, coordenado pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), vinculado à Central Sindical CPS-Conlutas, fez parte do Dia Nacional de Paralisação, protestos organizados pelas centrais sindicais contra o ajuste fiscal e projeto de lei que trata da regulamentação dos trabalhadores terceirizados no país. Uma pessoa foi presas e houve feridos.

Depois de uma concentração, no cruzamento da rua Alvarenga com a Afrânio Peixoto, na zona sudoeste, os manifestantes tentaram bloquear o acesso à Rodovia Raposo Tavares, no sentido interior-capital. Houve intervenção da Polícia Militar, que, segundo o Sintusp, usou bombas de efeito moral, balas de borracha e gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.

O DIA

Comentários

comentários