Vice-governadora procura promotoria e antecipa esclarecimentos em processo do Gaeco

A vice-governadora do Estado e secretária da Sedhast (Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Rose Modesto (PSDB), prestou depoimento ao promotor Marcos Alex Veras ontem (9). A iniciativa partiu de Rose, portanto, não houve convocação como ocorreu com vereadores de Campo Grande na Operação Coffee Breack.

Vice-governadora Rose Modesto
Vice-governadora Rose Modesto

As declarações foram prestadas ao promotor Marcos Alex Vera, que está à frente de investigação sobre a suspeita de negociação de benefícios pelos vereadores para aprovar a cassação do prefeito. “Procurei o Gaeco, e como já falei publicamente sobre o assunto, coloquei-me à disposição para também prestar declarações ao promotor e assim colaborar para esclarecer os fatos”, disse a vice-governadora e secretária.

Segundo Rose Modesto, o voto pela cassação do prefeito Alcides Bernal baseou-se em pareces técnicos do Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas que reprovavam as finanças do chefe do executivo. Declarou ainda que participou da campanha de Bernal para prefeitura, mas que rompeu quando houve problemas de gestão.

A secretária e vice-governadora não é investigada pelo Gaeco como ventilou-se na mídia em algumas ocasiões. Mais uma vez, a autoridade do executivo, como parte interessada em esclarecer os fatos, colocou-se à disposição para colaborar com o processo para que o trabalho prossiga tanto na esfera municipal quanto na estadual.

Comentários

comentários