Viagem que matou universitárias seria surpresa para o pai após entrega de TCC

A acadêmica Letícia Rodrigues Araújo, 22, não conseguia aguentar a alegria após ter finalmente feito a entrega do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Ela estudava Direito na Unigran (Centro Universitário da Grande Dourados), e ontem (6) à noite decidiu pegar estrada para fazer uma surpresa para a família em Maracaju.

Letícia e Thaline, na festa de comemoração de 500 dias do curso de Direito. – Crédito: Reprodução/Instagram

Após passar a rotatória que dá acesso ao distrito de Santa Terezinha, em Itaporã, na MS-157, o destino mudou o peso daquela surpresa. Letícia e a colega de curso, Thaline dos Santos Escobar, também de 22 anos, se envolveram em acidente grave e morreram.

Elas estavam a bordo de um Fiat Pálio preto, com placas NSA 1785 de Maracaju, e acabaram colidindo contra uma van Sprinter Mercedes Benz, veículo oficial da secretaria de Saúde de Itaporã. O coletivo era ocupado por seis pessoas:

– Erisvan Ferreira do Nascimento, 48 anos;
– Levi Batista de Albuquerque, 62;
– Isabela Bianca Soares Sangali, 25;
– Edson Vicente Xavier, 44;
– Anízio Gonçalves, 60;
– Menino de 3 anos.

Todos voltavam de um dia de consultas e exames na Capital. Eles foram encaminhados ao Hospital Municipal de Itaporã e uma das vítimas precisou ser transferida às pressas para Dourados em estado gravíssimo.

As amigas se comprometeram a ir e voltar. Era só para contar para o pai de Letícia pessoalmente, que todo o esforço pelos estudo estaria valendo a pena. Elas chegavam à reta final da formação.

Thaline é de Dourados. Nas redes sociais, amigos da acadêmica lamentaram o ocorrido e, de forma quase que unânime, destacaram como a alegria contagiante da jovem, bastante apegada à fé e corinthiana roxa, fará falta.

A Polícia Civil investiga os fatores que provocaram o acidente.

Comentários