Veterinário de projeto com animais silvestres alerta: ‘Uma das causa de extinção em MS é o atropelamento’

Rádio Globo Campo Grande

Que morador de MS nunca se deparou com uma capivara, arara, tucano ou quati, não é mesmo? Essa proximidade com os animais silvestres fazem com que as pessoas toquem e até alimentem os bichos. No entanto, isso não é correto. Por isso o Café das Seis desta terça-feira (24) entrevistou o veterinário Danilo Kluyber, apaixonado por animais silvestres e atuante no projeto Tatu-Canastra. Foi um bate-papo de aprendizado, alerta e conhecimento.

Ele alertou os ouvintes para hora de pegar a estrada. “Uma das causas também de extinção, está levando a espécie ao declínio, ou uma população ao declínio principalmente aqui no Mato Grosso do Sul é o atropelamento e isso também causa acidente com humanos”.

O veterinário também desmistificou alguns fatos sobre a convivência com os bichos. Quer saber mais como não atrapalhar os bichos? Ouça a entrevista na íntegra:

Comentários