Vereadores votam diversos ‘autorização’ a prefeitura para criar programas e unidades de Saúde

Vereadores reeleitos são cumprimentados
Vereadores reeleitos são cumprimentados

Os vereadores da Câmara de Campo Grande votam, na sessão ordinária desta quinta-feira (23), tem programado sete PLs (Projetos de Lei) e um veto do Executivo, para serem analisados e possivelmente votados. Hoje diversas propostas são para autorização de criação de sistema e estruturas na Prefeitura. Os parlamentares por meio dos projetos deixam o prefeito livre para já criar programas e até unidades de atendimento a Saúde.

A lista inicia em única discussão e votação, o veto total do Poder Executivo do PL n. 8.367/16, que autoriza o Executivo a criar a Creche Municipal para o Idoso em Campo Grande. A matéria é dos vereadores Edil Albuquerque, Paulo Siufi e Prof. João Rocha.

Já em segunda discussão e votação, os vereadores analisam outros três projetos de lei. O de n. 8.219/16, do vereador Dr. Cury, dispõe sobre a implantação de programa de orientações do Exame da Falange na Capital. Como ainda, também o PL n. 8.331/16, que autoriza o Executivo Municipal a fornecer fórmula infantil às crianças verticalmente expostas ao vírus HIV durante seus dois primeiros anos de vida.

As autorizações continuam com os PLs n. 8.355/16, que autoriza a distribuição de cestas nutricionais às lactantes de baixa renda até o sexto mês de amamentação. A proposta é outra de autoria do vereador Durães. O plenário ainda analisa o PL n. 8.363/16, da vereadora Magali Picarelli, que autoriza o Poder Executivo a implantar a Farmácia Municipal de Manipulação. Por fim, será votado o projeto de lei n. 8.372/16, do vereador Prof. João Rocha, que autoriza o Poder Executivo a implantar o Hospital Público em Campo Grande.

Reuso de água

O de n. 8.312/16 é de autoria dos vereadores Durães e Dr. Livio e cria o Sistema de Reuso de Água da Chuva em Campo Grande para utilização não potável em condomínios, clubes, conjuntos habitacionais, imóveis residenciais, industriais e comerciais, e demais órgãos e entidades públicas.

Primeira discussão – Já em primeira discussão e votação, os vereadores apreciam o projeto de lei n. 8.027/15, da vereadora Luiza Ribeiro, que denomina área verde situada entre as ruas Da Prata, Lino Villachá e Avenida Cândido Garcia, no bairro Nova Lima.

Comentários

comentários