Vereadores voltam a falar de predio a ser construido e votam 5 PLs na sessão desta terça-feira

Vereadores reeleitos são cumprimentados
Vereadores reeleitos são cumprimentados

Os vereadores da Câmara de Campo Grande tem programado para sessão ordinária desta terça-feira (22), cinco PLs (Projetos de Lei), todos que entram em plenário em primeira discussão e possível votação. As matérias são de futuras aplicações a serem feitas pelo Poder Executivo. Porém, antes de inciar a pauta de projetos, os parlamentares ouvem o diretor de empreendimentos da HVM Incorporações, Paulo Ranieri, que usará a chamada Palavra Livre, a convite do vereador Edil Albuquerque.

O diretor falará sobre o impacto da construção de um edifício de 110 metros de altura no bairro Jardim dos Estados. A demanda foi levantada e duramente criticada na sessão da última quinta-feira, pelo vereador Edil, que fez uma espécie de denuncia contra o empreendimento. O parlamentar chamou atenção dos colegas ou da atuação da Câmara, na aprovação do Projeto que tem que ser enviado pela Prefeitura. Ele mencionou sobre como foi aprovado pelo Executivo uma obra do tamanho e vulto em uma região “complicada” e que por todas as usas características, pode não comportar tamanho aranha céu e todo seu conglomerado e densidade.

Pela listagem dos PLs, será analisado o projeto de lei n. 8.027/15, da vereadora Luiza Ribeiro, que denomina área verde situada entre as ruas Da Prata, Lino Villachá e Avenida Cândido Garcia, no bairro Nova Lima. Também será apreciado o projeto de lei n. 8.355/16, que autoriza a distribuição de cestas nutricionais às lactantes de baixa renda até o sexto mês de amamentação. A proposta é de autoria do vereador Durães.

Os vereadores também discutem o projeto de lei n. 8.358/16, substitutivo ao projeto de lei n. 8.335/16, que institui a Semana Municipal de Conscientização Contra o Abandono, Incentivo à Proteção e ao Combate aos Maus Tratos a Animais Domésticos em Campo Grande. O projeto é de autoria do vereador Dr. Cury.

O plenário ainda analisa o projeto de lei n. 8.363/16, da vereadora Magali Picarelli, que autoriza o Poder Executivo a implantar a Farmácia Municipal de Manipulação. Por fim, será votado o projeto de lei n. 8.372/16, do vereador Prof. João Rocha, que autoriza o Poder Executivo a implantar o Hospital Público em Campo Grande.

Serviço

A sessão começa às 9h, e será realizada no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, n. 1.600, bairro Jatiúka Park.

Comentários

comentários