Vereadores decidem hoje volta de imposto no transporte coletivo

A Câmara de Vereadores de Campo Grande deve votar nesta terça-feira (8) a volta da cobrança do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) no transporte coletivo.

O prefeito Marquinhos Trad disse que vai pedir um esforço do Consórcio do Transporte Coletivo para não repassar o custo aos usuários.

A prefeitura enviou para a casa um pedido para retomar a cobrança do ISSQN. A proposta é cobrar 1,5% no ano que vem, 3% em 2021 e 5% em 2022. Como o preço da tarifa leva em consideração os custos do Consórcio, isso pode impactar no preço da passagem. Nesta segunda, o prefeito Marquinhos Trad disse que vai pedir um esforço do Consórcio para não repassar o custo aos usuários.

O Consórcio informou que aguarda o resultado da votação na Câmara e também o cálculo da próxima tarifa, mas adiantou que vai haver um esforço para diminuir o impacto dessa cobrança para o usuário. Segundo o Consórcio, o contrato prevê o reajuste da tarifa em outubro, mas nos últimos anos isso ocorreu em dezembro.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui