Vereadoras querem atenção especial à segurança das menores envolvidas com prostituição

Durante sessão na manhã de hoje da Câmara Municipal de Campo Grande, em que foi lida a carta de renúncia ao mandato de Alceu Bueno (sem partido), a vereadora Carla Stephaninni (PMDB), anunciou que a Procuradoria Especial da Mulher da Câmara vai acompanhar todos os desdobramentos da investigação, cobrando a punição exemplar e “pedagógica” de todos os envolvidos no caso de exploração sexual de menores. Bueno renunciou ao cargo depois do envolvimento do ex-vereador em um escândalo de exploração sexual de menores,

A vereadora ressaltou que o acompanhamento ocorrerá independentemente da renúncia de Alceu Bueno e que a procuradoria estará atenta ainda tanto em relação à segurança das duas menores – pivôs do escândalo -, quanto de seus familiares.

As vereadoras Luiza Ribeiro (PPS) e Thais Helena (PT) cobraram a lista que incluiria dez políticos envolvidos em esquema de prostituição com adolescentes em Campo Grande.

Luiza afirma que o delegado precisa ter apoio da sociedade para aprofundar a investigação e revelar os nomes. Thais Helena afiram que mesmo com a renúncia, a Câmara não pode deixar de acompanhar o caso e cobrar punição.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários