Vereador é acusado de apalpar nádegas de colega em solenidade

O vereador Maurício Lemes (PSB), da Câmara de Dourados, está sendo acusado de ter apalpado as nádegas de uma colega em plena sessão solene, na última segunda-feira.

Vereadora Virgínia Magrini procurou a polícia para registrar queixa contra colega de parlamento
Vereadora Virgínia Magrini procurou a polícia para registrar queixa contra colega de parlamento

A denúncia foi feita à Polícia local pela vereadora Virgínia Magrini (PP). De acordo com a queixa, o fato ocorreu enquanto eram feitas fotos com personalidades homenageadas pelo Legislativo.

Segundo informações do site 94 FM, o episódio causou tumulto no Palácio Jaguaribe, sede do Legislativo municipal, durante a noite de segunda. Segundo Virgínia, os vereadores estavam no Plenário da Câmara e se posicionavam para uma foto quando houve o assédio.

Segundo a vereadora, no momento em que ela entregaria uma moção para um homenageado, outros parlamentares se posicionaram atrás dela. Dois deles teriam começado a rir e Maurício Lemes teria passado a mão nas nádegas dela por três vezes. Foto tirada no momento mostra ela virada em direção aos colegas de parlamento.

Vereador teria admitido assédio e pedido desculpas.
Vereador teria admitido assédio e pedido desculpas.

Após muito escândalo, Virgínia teria informado o presidente da Câmara, vereador Idenor Machado (DEM), sobre o ocorrido. Na manhã desta terça-feira (9) ela manteve reunião com membros da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara e fez representação contra o vereador Maurício Lemes, que teria admitido o assédio e pedido desculpas.

Virgínia disse ter avaliado a situação como falta de respeito e decidiu procurar a polícia para o registro de um Boletim de Ocorrência. Há poucos instantes a vereadora entrou na Delegacia de Atendimento à Mulher, onde registrou queixa de Importunação Ofensiva ao Pudor contra o vereador Maurício Lemes.

Com informações de Sidnei Lemos, o repórter Bronka

Comentários

comentários