Governo da Venezuela vai intensificar controle de preços para conter inflação de 85% ao ano

O governo da Venezuela vai endurecer a política de controle de preços e as sanções aos “especuladores”, segundo uma série de medidas anunciadas na terça-feira (20/10) pelo presidente Nicolás Maduro para conter o acelerado aumento do custo de vida.

Nicolás Maduro“Vamos apertar a lei de preços justos”, disse Maduro em seu programa semanal de rádio e televisão, ao anunciar uma reforma que estabelece um controle ferrenho ao custo dos produtos básicos e outros bens de consumo e punição para os especuladores.

As medidas, anunciadas um mês e meio antes das eleições de 6 de dezembro, pretendem conter a inflação, que segundo Maduro deve ficar próxima de 85% em 2015.

Já economistas e empresas de consultoria afirmam que a inflação da Venezuela deve superar 200% no conjunto de 2015, em um cenário de escassez de dois em cada três produtos básicos e desvalorização da moeda nacional.

Maduro advertiu que as sanções afetarão os que violam o controle cambial e fixam preços tomando como referência o dólar paralelo – 125 vezes mais caro que a menor taxa oficial.

O presidente venezuelano disse que a lei fixa um lucro de 30% para os comerciantes, mas “criaram vínculos com a cadeia intermediária e a cada etapa adicionam 30%”.

 

Fonte: Jornal do Brasil

Comentários

comentários