Veja o que funciona e o que para no feriado do Dia do Trabalho

Nesta sexta-feira (1º), Dia do Trabalho, diversos serviços não estarão à disposição do público em Campo Grande. Os bancos, por exemplo, não funcionarão. Já os shoppings terão horário reduzido

Comércio

Segundo a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, o comércio ficará fechado na sexta-feira (1º) e volta a funcionar normalmente no sábado (2).

Supermercados

Conforme Amas (Associação Sul-mato-grossense de Supermercados), os supermercados funcionarão das 8h às 14h (de MS).

SHOPPINGS
– Shopping Campo Grande, apenas a praça de alimentação e lazer funcionaram das 12h às 22h.
– Shopping Norte Sul Plaza, o atendimento também é restrito à praça de alimentação e lazer, das 11h às 21h.
– Shopping Bosque dos Ipês terá atendimento na praça de alimentação das 12h às 18h e o cinema funciona até 22h.
– O Pátio Central Shopping não abrirá no dia 1° e funcionará normalmente no sábado (2), das 8h30 às 20h.

BANCOS
Estarão fechados. A população poderá utilizar caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados).

CORREIOS
As agências não funcionarão nesta sexta-feira (1º). O atendimento volta ao normal no sábado (2) para as agências que atendem nesse dia.

DETRAN
Segundo a assessoria de imprensa do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), nenhuma agência do estado funcionará no feriado.

JUSTIÇA ESTADUAL
O TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) informou que não haverá expediente no Poder Judiciário estadual na sexta-feira.

ÓRGÃOS PÚBLICOS
Órgãos públicos estaduais e de Campo Grande não terão expediente nesta sexta-feira (1º). Apenas serviços essenciais, como unidades de saúde e coleta de lixo, funcionam normalmente.

FEIRAS LIVRES
Abrem

SISTEMA PÚBLICO DE EMPREGO, TRABALHO E RENDA
Postos fechados

SAÚDE
Os hospitais da capital sul-mato-grossense funcionarão normalmente no feriado. As UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centros Regionais de Saúde) devem funcionar em escala de plantão.

Comentários

comentários