Veículo usado para transportar corpo de colombiano passará por perícia

O veículo modelo Fiat Pálio usado para transportar o corpo do colombiano Daniel Alejandro Londono Zuleta, 26 anos, passará por perícia para elucidar o fato por completo. Nessa terça-feira (14), a vítima foi desovada na Aldeia Bororó, Reserva Indígena de Dourados.

Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News

Conforme informado pelo Dourados News, Eder Machado dos Santos, 35, proprietário de um comércio às margens da perimetral norte, nas proximidades da Aldeia Jaguapiru, agrediu a vítima na cabeça com um amortecedor de motocicleta até a morte.

Segundo informações policiais, o crime ocorreu por causa de uma dívida de agiotagem no valor de R$ 3 mil, a partir da qual Eder teria que pagar juros semanalmente para Daniel, porém, em função da pandemia, o movimento do comércio caiu e ele não conseguiu honrar o compromisso.

Até que na noite da segunda-feira, o colombiano foi até o estabelecimento cobrar a dívida, como fazia semanalmente, e ambos começaram uma discussão que acabou em briga. Após matar o agiota, Eder colocou o corpo no porta malas do veículo e desovou no local onde foi encontrado na manhã de terça-feira.