Vasco perde de virada em casa para o Paraná e sai vaiado

Depois de duas vitórias fora de casa, o Vasco voltou a decepcionar em São Januário. Em partida disputada na noite desta terça-feira, a equipe cruz-maltina saiu na frente, mas acabou sendo derrotada, de virada, pelo Paraná, por 2 a 1. Nenê marcou para o Vasco, enquanto Jorge Henrique,contra, e Murilo Rangel anotaram para o time visitante. O resultado fez a torcida vaiar muito a equipe carioca ao final do jogo.

Vasco perdeu a chance de fazer boa partida diante de sua torcida (Foto: Gazeta)
Vasco perdeu a chance de fazer boa partida diante de sua torcida (Foto: Gazeta)

Mesmo perdendo, o Vasco segue na liderança do Campeonato Brasileiro da série B com 28 pontos ganhos, enquanto o Paraná chegou aos 20 pontos e ocupa a nona colocação.

A derrota foi um justo castigo para a equipe dirigida por Jorginho que teve o controle na maior parte do jogo, mas não mostrou objetividade para decidir a partida e permitiu que o Paraná aproveitasse suas poucas chances para construir a vitória.

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Avaí, na Ressacada; Já o Paraná vai encarar o Bragantino, em Bragança Paulista

O jogo 

O Vasco começou a partida no ataque e não deixava o Paraná se organizar. E logo aos seis minutos, a equipe carioca marcou o primeiro gol. Madson bateu lateral na área, a zaga paranaense não cortou e Nenê bateu forte, de esquerda, para colocar a bola nas redes, interrompendo um jejum de seis partidas.

O Paraná tentou partir para o ataque, mas quase sofreu o segundo gol aos dez minutos. Andrezinho tabelou com Jorge Henrique e chutou forte para boa defesa de Marcos.

A equipe visitante chegou pela primeira vez com perigo aos 12 minutos, ganhou na corrida de Madson e se aproveitou da falha de Rodrigo para invadir pela esquerda e rolar para a conclusão de Valber. A bola passou bem perto da trave direita de Martín Silva. O Vasco reagiu com novo chute de Andrezinho que Marcosa defendeu sem problemas.

A partida ficou equilibrada porque o Paraná adiantou sua equipe para não dar liberdade aos zagueiros cruz-maltinos. Já o time dirigido por Jorginho buscava uma forma de chegar na área paranista para tentar marcar o segundo gol, mas não conseguia acionar Leandrão e preferia optar pelos chutes de longa distância sem levar perigo para o gol de Marcos. Aos 28 minutos, o goleiro paranaense saiu bem para cortar o cruzamento de Julio dos Santos que procurava a cabeça de Leandrão. Logo depois foi a vez de Nenê receber de Jorge Henrique e arriscar, mas a bola encobriu o travessão.

Aos 35 minutos, o Paraná empatou com um gol contra de Jorge Henrique. Após cobrança de falta executada por Robson, o atacante cruz-maltino tentou aliviar o perigo e acabou cabeceando para as redes de Martín Silva, empatando o jogo.

O empate animou o Paraná e, aos 40 minutos, Andrezinho foi desarmado na intermediária carioca e Murilo Rangel tentou achar Robson na área, mas o lançamento foi forte demais. O time visitante poderia ter chegado ao segundo gol aos 43 minutos, mas a arbitragem, de forma equivocada, marcou impedimento de Lúcio Flávio que entrava livre na área. Logo depois, o zagueiro Luan caiu em campo e pediu substituição. Aislan entrou em seu lugar.

O segundo tempo começou morno. Os dois times mostravam muita lentidão, embora o Vasco tivesse uma proposta mais ofensiva. Só aos dez minutos é que a torcida carioca vibrou. Após cruzamento na área, a bola chegou a Leandrão que se atrapalhou na hora da conclusão. O lance animou o time de Jorginho que voltou a criar outro momento de perigo aos 13 minutos. Nenê se livrou de três marcadores e rolou para Andrezinho chutar forte e acertar o travessão. No rebote, Leandro concluiu, mas a bola saiu . Leandrão voltou a aparecer aos 16 minutos com uma cabeçada muito perigosa.

O Vasco tentava imprimir velocidade ao jogo, enquanto o Paraná seguia mais preocupado em bloquear o adversário.

Aos 29 minutos, Nenê recebeu bom passe de Eder Luis e emendou de primeira. O goleiro Marcos evitou o segundo gol com grande defesa. Logo depois, o zagueiro Rodrigo cabeceou, após cobrança de escanteio, mas a bola passou perto da trave esquerda.

Quando tudo indicava que a partida terminaria empatada, o Paraná marcou o segundo gol. O zagueiro Aislan e o volante William se atrapalharam em lance grotesco e a bola sobrou para Robert, que invadiu a área e tocou para Murilo Rangel colocar na saída de Martín Silva, definindo o resultado da partida.

FICHA TÉCNICA VASCO 1 X 2 PARANÁ CLUBE

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 28 de junho de 2016, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF) e Lehi Sousa Silva (DF)
Cartão Amarelo: Julio dos Santos, Leandrão, Jorge Luis(Vas); Robert(Paraná)

Gols:
VASCO: Nenê, aos seis minutos do primeiro tempo
PARANÁ: Jorge Henrique, contra, aos 35 minutos do primeiro tempo; Murilo Rangel, aos 42 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Luan(Aislan) e Henrique; Diguinho, Julio dos Santos(William), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique(Eder Luis) e Leandrão
Técnico: Jorginho

PARANÁ: Marcos; Leandro Silva, Alisson e Basso; Diego Tavares, Fernandes, Murilo Rangel, Válber(Henrique) e Rafael Carioca(Claudevan); Robson e Lúcio Flávio(Robert)
Técnico: Marcelo Martelotte

Comentários

comentários