Vasco e Fla chegam em Manaus para semifinal do Campeonato Carioca

O torcedor amazonense terá o privilégio de ver uma semifinal do Campeonato Carioca, neste domingo, na Arena da Amazônia, entre Vasco e Flamengo. Mas a festa das torcidas começou antes. No fim da tarde desta sexta, o aeroporto de Manaus virou arquibancada para mais de mil apaixonados que receberam os elencos dos times; primeiro do Cruz-Maltino e, depois o Rubro-Negro – em um intervalo de duas horas.

Torcidas recepcionam times com festa (Foto: Divulgação )
Torcidas recepcionam times com festa (Foto: Divulgação )

O que teve de diferente foi apenas o número de torcedores, mas a demonstração de carinho foi a mesma. No caso dos vascaínos, a torcida teve maior contato com os jogadores e conseguiu tirar selfies, entregar flores e almofadas de coração. Já os cerca de 900 flamenguistas, que não tiveram muito contato com os atletas, fizeram a festa com sinalizadores e quase não deixaram o ônibus partir.

O primeiro time a desembarcar em Manaus foi o Vasco. O elenco do Cruz-Maltino chegou à capital amazonense por volta das 17h e, como esperado, os torcedores fizeram a festa. Os vascaínos recepcionaram os jogadores e a demonstração de carinho foi em forma de presente.

Nenê, ao lado de Jorginho, foi o mais festejado entre os torcedores e fez questão de ir até ao público retribuir com selfies e autógrafos. O jogador, que na semana passada na chegada para o jogo contra o Fluminense teve o boné roubado, dessa vez só levou o susto: pegaram, mas devolveram. Após a chegada, o Vasco seguiu para o hotel, onde ficará hospedado. Neste sábado o time faz o reconhecimento da Arena da Amazônia, às 11h (de Brasília).

O Flamengo chegou em Manaus duas horas depois do Vasco, por volta das 19h. E o aeroporto de Manaus estava em vermelho e preto. Os torcedores enlouqueceram no momento do desembarque. Mas, ao contrário dos atletas vascaínos, os Rubro-Negros foram protegidos por policiais militares e não tiveram muito contato com as torcidas. Os únicos que chegaram perto foram Paulo Victor, Pará e Cirino.

A festa foi tanta que o saguão do aeroporto ficou cheio de fumaça dos sinalizadores. E, para completar, na hora da saída do ônibus, os torcedores cercaram o veículo e o motorista teve que esperar cerca de 10 minutos para sair. Após a partida, os torcedores invadiram a pista e saíram em disparada pela rua para acompanhar o trajeto. Um carro chegou a bater em um dos canteiros na saída do aeroporto. E uma moto, com dois passageiros, caiu. Ninguém ficou ferido, no entanto. Depois da saga no aeroporto o time seguiu para o hotel. Neste sábado, o time faz o treino de reconhecimento da Arena da Amazônia, local do jogo. (Globo Esporte)

Comentários

comentários