Vale Universidade de inverno vai contemplar 500 estudantes e criar banco de empregos

A vice-governadora do Estado, Rose Modesto, anunciou na tarde de hoje o aumento de 500 bolsas de estudo para o Programa Vale Universidade, durante o Encontro Estadual dos Acadêmicos Beneficiários, que acontece no Palácio Popular da Cultura em Campo Grande. A partir de agora o programa terá dois processos seletivos ao ano e os estudantes que não conseguirem acessar a política pública, terão a chance de custear seus estudos por meio de um convênio com o Centro de Integração Emprego-Escola (CIEE), que poderá encaminhá-los ao mercado de trabalho.

Atualmente o Vale Universidade atende 1.467 alunos, a maior parte na Capital, já que é onde se concentra o maior número de centros de educação superior. A ideia de ampliar a quantidade de vagas é uma resposta as dificuldades de acesso enfrentadas nacionalmente para o Fundo de Investimento Estudantil (Fies). A demanda acabou refletida no último processo seletivo do Programa que bateu recorde de inscrições, subindo de 2.300 para 3.400 pedidos.

Para Rose, garantir esse acesso aos estudantes de baixa renda significa dias melhores, “Muitos desistem ainda no ensino médio porque não acreditam que poderão dar o próximo passo que é o curso superior”, declara. Formada em História, Rose conta que só conseguiu terminar o curso porque recebeu uma bolsa de estudos e que graças a graduação chegou ao posto que ocupa hoje, “Quando a gente tem acesso a educação a gente pode ser o que a gente quiser”.

A estudante do curso de Letras da Universidade Estadual (UEMS), Rúbia Mara (21), mora no município de Guia Lopes da Laguna mas precisa se deslocar diariamente até Jardim para frequentar as aulas. Com a ajuda financeira ela afirma que consegue bancar as despesas de deslocamento, alimentação e extras, como xerox. Além disso ela acredita que graças ao estágio, obrigatório aos beneficiários, ela teve uma evolução pessoal e profissional, melhorando seu relacionamento com as pessoas e aprendendo sobre a postura que deve adotar na vida profissional.

Luana Campos

 

Comentários

comentários