Usuários reclamam de novo ‘Cartão’ sem anuncio, que trouxe duvidas e futuras desvantagens

Lúcio Borges

Os usuários transporte público de ônibus em Campo Grande estão com uma ‘novidade’ ou mudanças no sistema de pagamento, que ainda não sabem ou estão sendo informados de ‘surpresa’, como podem ou não proceder, com a entrada em vigor, sem aviso prévio, no último sábado, 1º de setembro, do “Cartão ao Portador”, que vai substituir o cartão unitário. Os passageiros estão e ao que parece terão longa reclamação ante a lógica da informação antecipada, que não foi feita, e, pelas dificuldades que o novo sistema deve proporcionar. Contudo, o Consórcio Guaicurus, responsável pelo transporte coletivo, passou a divulgar como boas novas, tecnologia e vantagens que a nova modalidade de pagamento irá proporcionar.

O sistema somente veio a público, na última quinta-feira (30, em solenidade realizada no gabinete do prefeito Marcos Trad, diretores do Consórcio Guaicurus, que apresentaram o novo Cartão ao Portador, para iniciar funcionamento dois dias após, no sábado dia 1º. De acordo com João Rezende Filho, diretor do Consórcio, os usuários poderão requerer/comprar o novo cartão em qualquer terminal e nos demais pontos de venda credenciados, tendo outras vantagens. “Para recarregá-lo, o usuário poderá usar os pontos já existentes e ainda agora, efetuar o pagamento por meio de cartão de crédito, utilizando o aplicativo Peg-Fácil para smartphones. Com isto, dessa forma, o interessado não precisará pagar à vista pelos créditos, já que a cobrança virá na fatura do cartão de crédito”, destacou João Rezende.

Contudo, os usuários, nesta quarta-feira (5), cinco dias após do início não anunciado, antes de sua implantação no sábado, não sabem de total informação da nova ação ou estão confusos e temem ou veem que as vantagens no dia-a-dia ou na pratica, não terá resultado para eles.

“Faltou anuncio antes e agora, ainda hoje, não há informação detalhada, somente faz e pronto. As pessoas não sabem o que fazer direito e mesmo se é verdade ou não, como o antigo cartão não recarrega mais nos pontos, somente no terminal. Eles estão falando que continua a recarregar em qualquer ponto, mas é só o ‘novo’. E nem mesmo nos pontos avisaram, muitos vendedores nem sabem, e só estão vendo que o ‘novo’ recarrega, pois passam o antigo e não faz o processo”, disse Paulo Sergio Franco, morador e dono de venda na Vila Popular.

Vantagem com comodidade, mas muitas desvantagens hoje ou no futuro

Conforme o Consórcio Guaicurus divulgou, no novo ‘Cartão ao Portador’ será possível inserir no mínimo um crédito, sem limite para a quantidade desejada pelo cliente. Outro diferencial é que ao contrário do antigo cartão unitário, o cartão ao portador não será recolhido quando o passageiro passar pelas catracas dos ônibus

Outra ‘vantagem’ anunciada, no gabinete do Prefeito, é a que garante ao usuário ganhar pontos. A cada passagem adquirida ele vai ganhar 50 pontos. Quando somar 1.000 pontos, terá direito a uma passagem.

Para o prefeito Marcos Trad, a criação do novo produto vai trazer mais comodidade aos passageiros, por meio do uso da tecnologia. “A iniciativa é bastante interessante e vai contribuir para que possamos ampliar a qualidade dos serviços prestados aqui em Campo Grande”, destacou.

Desvantagens – Porém, o novo cartão não dará direito à integração, como acontece atualmente e desde segunda-feira (3), os terminais de ônibus e pontos de PegFácil deixaram de vender o cartão unitário e passam a oferecer somente o cartão ao portador.

Assim, todos que ocupam muito ou não o coletivo, terão que comprar o novo cartão e não terá mais direito a adquirir somente o que quiser e em fazer integração. Já os que tem um cartão antigo, já comprado, continuarão com ele, mas não terão pontos de recarga fora dos terminais.

A professora Gerusa Alves Silva, 39 anos, ficou confusa com a mudança. Ela já possuía um cartão ‘ao portador’ há mais de um ano e na manhã de hoje, trocou pelo cartão recarregável. “Eu tinha esse cartão do portador, com outro nome já, desde que cheguei em Campo Grande, aí hoje eu fui comprar mais passes e me informaram que deveria trocar. Entre o cartão novo e o do cidadão, eu preferi o do cidadão, pois eu cadastro com meu CPF, se perder, posso recuperar e ainda permite integração”, avaliou.

Vale lembrar que o então atual Cartão Cidadão, recarregável e vinculado a um CPF (Cartão de Pessoa Física), continua existindo, mas só será feito recarga nos terminais, mas tem diferença que permite a integração no período de até uma hora e oferece descontos em dias especiais, como feriados.

Por fim, qualquer cartão antigo, não mais será comercializado, ao que se anunciou e está sendo feito que somente o novo ‘Cartão ao Portador’ é que terá venda em qualquer lugar.

Comentários