União Europeia propõe esquema de autorização de viagem para turistas

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira (16) um plano para ter mais controle sobre viajantes que não precisam de um visto específico para entrar no Espaço Schengen, de livre circulação dentro da União Europeia (UE). O Brasil é um dos 42 países isentos de visto.

De acordo com a proposta, antes de viajar, os turistas deverão preencher um formulário online, que não deve levar mais de dez minutos para ser concluído. As informações serão cruzadas com as bases de dados europeias, como as do serviço de polícia Europol. Segundo a Comissão, na maioria dos casos, a autorização deverá sair em alguns minutos. O documento custará cinco euros e terá validade de cinco anos.

A ideia do órgão europeu é que essa triagem prévia ajude a identificar possíveis migrantes irregulares e, principalmente, pessoas que possam representar um risco à segurança. O sistema faz parte de uma ampla discussão sobre como melhorar o controle das fronteiras externas da UE, principalmente diante da ameaça terrorista.

Críticos argumentam, porém, que esse novo sistema de autorização de viagem não resolverá o problema da segurança, pois o que falta é um intercâmbio rápido de dados sobre suspeitos entre os países do bloco. A expectativa é que o novo formulário online possa entrar em vigor até 2020, mas a proposta ainda precisa ser aprovada pelo Conselho e também pelo Parlamento Europeu.

Comentários

comentários