Última parte da defesa das contas de 2014 do governo Dilma são entregues ao TCU

Atividade física da presidente virou apelido da maquiagem das contas do Governo. Defesa do Planalto entregou defesa das contas de Dilma no último dia de prazo.

A defesa final da presidente Dilma Rousseff sobre as contas do governo de 2014 foi entregue nesta sexta-feira (11) ao Tribunal de Contas da União (TCU). Com mais de mil páginas, o documento foi entregue pelo advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, ao relator do processo, ministro Augusto Nardes.

O prazo para recebimento da defesa foi prorrogado por duas vezes, sendo a sexta, o último dia para que o governo apresentasse os esclarecimentos requeridos sobre as irregularidades identificadas pelos técnicos do TCU nas contas do ano passado. Entre as falhas encontradas, está as chamadas “pedaladas fiscais”, uma das formas que o governo encontrou para atingir superávit no ano passado. A manobra se constituiu em atrasar de forma proposital repasses do Tesouro Nacional para bancos públicos e privados com o objetivo de melhorar artificialmente as contas públicas.

Os próximos passos que devem ser tomados pela corte de contas serão análise da defesa pela equipe técnica do órgão e desenvolvimento de um parecer. Em seguida, o relatório será levado ao plenário pelo ministro relator.

Comentários

comentários