UEMS e UNB firmam parceria em projeto para apoio a refugiados na Capital

A UEMS em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) está criando o Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros (NEPPE/UEMS) que terá como proposta a utilização do ensino da língua portuguesa como forma de acolhimento para imigrantes e refugiados em Campo Grande.

A parceria do NEPPE na UEMS, Unidade Universitária de Campo Grande, integra as ações o projeto de estágio e pesquisa de pós-doutoramento, do professor   João Fábio Sanches Silva, no Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada da Universidade de Brasília (UNB). Na UEMS, o Núcleo estará vinculado ao CELMI – Centro de Pesquisa, Ensino e Extensão em Educação, Linguagem, Memória e Identidade, coordenado pela professora Léia Teixeira Lacerda.

De acordo com o docente, o NEPPE tem por objetivo coordenar, supervisionar e promover o ensino por meio de oferta de cursos de Português para Estrangeiros.   “A parceria do NEPPE na UEMS, e em especial para Campo Grande, favorecerá o desenvolvimento de ações voltadas a experiências de aprendizagem de língua portuguesa como língua de acolhimento por imigrantes e refugiados, na cidade de Campo Grande, MS. O Núcleo pretende expandir essas ações para o atendimento de outros grupos minoritários que precisam aprender a língua portuguesa para integração social”, ressaltou o professor.

Ações

As ações propostas pelo NEPPE envolvem atividades de ensino, pesquisa, elaboração de materiais didáticos e na formação docente continuada, destinada a refugiados(as) e a imigrantes em situação de vulnerabilidade.

Dentre essas ações, destacam-se: a elaboração de uma proposta institucionalizada de cursos de Português para Estrangeiros; a elaboração do projeto de pesquisa ‘Língua de Acolhimento, Investimentos e Comunidades Imaginadas: um diálogo pertinente’; a proposição do projeto de extensão ‘PROACOLHER UEMS: português como língua de acolhimento em contexto de imigração e refúgio’; a realização da oficina ‘PROACOLHERUEMS: Formação de professores de Português língua de Acolhimento’.

Segundo o professor da UEMS, com parceria do NEPPE junto a UEMS de Campo Grande, espera-se ainda promover a troca de experiências práticas entre as demais representações do Núcleo, estabelecendo novas parcerias e consolidando as existentes, o que em médio prazo fortalecerá as pesquisas nessa temática.

O NEPPE, coordenado pela Profa. Dra. Lúcia Maria de Assunção Barbosa, da UnB, e conta em 2017 com três pós-doutorandos da UFBA, UEMS e USP, além um integrante no doutorado (UFSCar) e um de mestrado da Universidade de Helsinque. A essa equipe, unem-se mestrandos, doutorandos e jovens pesquisadores de Iniciação Científica.

Outras informações sobre o NEPPE: http://www.neppe.unb.br/br/instituicao/equipe-neppe

Comentários