Turistas suecos são rendidos e levados para favela do Rio, diz polícia

Três turistas suecos foram abordados por bandidos armados e levados para dentro do Complexo do Lins, na zona norte do Rio, nesta quarta-feira (3), segundo informações da Polícia Civil.

O trio passava pela autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, que liga as zona norte e oeste do Rio, em um carro do Uber. O motorista os havia pegado em Jacarepaguá, na zona oeste, no fim da tarde desta quarta (3), para levá-los de volta para o hotel, no Centro.

Ao passar pelo alto da Grajaú-Jacarepaguá, um dos suecos pediu para que o carro parasse, para que ele pudesse descer e fotografar.

6out2013---veiculo-brindado-ocupa-rua-no-complexo-do-lins-na-zona-norte-do-rio-de-janeiro-1381062639012_956x500

Logo em seguida, eles foram abordados por um homem que ordenou que todos desembarcassem, o que os suecos — dois homens e uma mulher — fizeram.

Em depoimento à polícia, o motorista disse que, neste momento, ouviu um som semelhante a um tiro e partiu em direção à delegacia mais próxima pra pedir ajuda.

Homens do Batalhão de Operações Especiais e da polícia civil fizeram uma incursão para localizar os turistas, mas, quando chegaram, foram informados de que o trio já havia saído da favela e retornado ao hotel.

De acordo com um agente da UPP do Lins, moradores da comunidade teriam ajudado os turistas a sair do complexo. De volta à Grajaú-Jacarepaguá, eles pegaram um táxi e retornaram para o hotel.

Representantes do Itamaraty e policiais da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) estiveram no hotel na noite desta quarta para ouvir os turistas.

Aos agentes, as vítimas disseram que não haviam sido roubadas. Segundo elas, os criminosos, ao notarem que eram turistas, pediram para ver as fotos que haviam feito e depois os liberaram.

Nenhum dos três se feriu.

Folha de SP

Comentários

comentários