Trump expulsa mãe com bebê que estava chorando de comício

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, protagonizou nesta terça-feira uma nova polêmica ao expulsar de um de seus atos de campanha um bebê que chorava e a sua mãe, que estava com a criança.

Donald Trump, candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Foto: Getty Images
Donald Trump, candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Foto: Getty Images

Em um primeiro momento, Trump se dirigiu à mãe em tom afável: “Não se preocupe com o bebê. Amo os bebês. Escuto um bebê chorar e gosto. Que bebê! Que lindo bebê. Não se preocupe, não se preocupe”.

O magnata nova-iorquino seguiu com seu comício em Ashburn (Virgínia) mas o choro da criança não cessou e em menos de dois minutos mudou de opinião.

“Na realidade só estava brincando, você pode levar esse bebê daqui”, disse Trump, entre alguns risos e tímidos aplausos.

Em seguida, se justificou diante da plateia zombando da mãe: “Eu acho que, na realidade, ela acreditou que eu gosto que haja um bebê chorando enquanto falo”.

O candidato republicano acumula problemas desde que enfrentou os pais de um soldado americano muçulmano morto no Iraque, uma atitude que lhe trouxe críticas em seu próprio partido.

Além disso, o magnata aumentou o combate que mantém com seus críticos dentro do partido ao rejeitar dar seu apoio à reeleição do presidente da Câmara Baixa, Paul Ryan, e do prestigiado senador John McCain, dois autênticos pesos-pesados dos republicanos.

Comentários

comentários