Trump escolhe “Dory” como 1º filme na Casa Branca e a própria não perdoa

A apresentadora Ellen DeGeneres dublou a peixinha e comentou o caso em seu programa (Reprodução/Youtube)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escolheu “Procurando Dory” como o primeiro filme para assistir na Casa Branca. A animação foi exibida na residência oficial no sábado (28), um dia depois de ele assinar um decreto banindo imigrantes de sete países de entrar no país.

A apresentadora Ellen DeGeneres, que dublou a peixinha na versão original em inglês, ficou surpresa com a escolha e resolveu comentá-la no seu programa de TV.

Ela mencionou os protestos desencadeados pelo decreto de Trump, dizendo que não queria politizar e que por isso falou sobre o enredo do desenho de 2016, que rendeu US$ 1 bilhão de dólares nas bilheterias de todo o mundo.

“Dory vive na Austrália e os pais dela vivem na América. Eu não sei qual a religião deles, mas o pai dela parece ser judeu. Enfim, não importa”, diz ironicamente lembrando que a personagem principal do filme é uma imigrante.

“Dory chega à América com seus amigos Marlin e Nemo, e ela acaba no instituto de vida marinha, atrás de um grande muro. Todos eles têm de passar sobre o muro. E, vocês não vão acreditar, mas aquele muro não evita que eles entrem no país”, continua Ellen, fazendo uma analogia com o muro que Donald Trump pretende contruir para separar EUA e México fisicamente.

“Mesmo entrando na América, Dory acaba separada de sua família. Mas outros animais ajudam Dory, animais que nem conhecem ela, animais que não tem nada em comum com ela. Eles a ajudam mesmo sendo de cores completamente diferentes. Porque é isso que você faz quando sabe que alguém precisa, você ajuda”, conclui.

“Então é isso que espero que todos que assistiram ‘Procurando Dory’ tenham aprendido”, acrescentou a apresentadora do “The Ellen DeGeneres Show”.

Albert Brooks, que estrela o filme ao lado de DeGeneres dando voz ao peixe Merlin, já havia comentado a dissonância no domingo (29). “Estranho o Trump estar assistindo ‘Procurando Dory’ hoje, um filme sobre reencontrar a família, algo que ele está evitando na vida real”, escreveu o ator em sua conta no Twitter. (Com UOL)

Comentários