Trump ameaça novas tarifas sobre US$ 267 bilhões em produtos da China

Agência EFE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta sexta-feira (7) impor mais tarifas sobre US$ 267 bilhões em produtos chineses, que se somariam às que o governo americano está preparando para incidir sobre US$ 200 bilhões.

Em declarações aos jornalistas no avião presidencial Air Force One, Trump afirmou que a implementação das tarifas “pode acontecer muito em breve, dependendo do que acontecer com eles”.

“Odeio fazer isto, mas por trás disso vêm mais US$ 267 bilhões que estão preparados para ser impostos rapidamente se eu quiser”, anunciou o presidente.

Se todas essas tarifas chegarem a ser impostas, cobririam amplamente o valor total dos bens chineses importados pelos EUA, segundo dados oficiais do governo americano.

Em 2017, os EUA importaram US$ 505 bilhões em produtos da China, uma soma que ficaria coberta pelas iminentes tarifas sobre US$ 200 bilhões, as de US$ 50 bilhões já impostas por Washington desde julho e as de US$ 267 bilhões que Trump sugeriu hoje.

“Estou sendo duro com a China porque tenho que ser. Estão levando US$ 500 bilhões ao ano (daqui). Não posso permitir que isso ocorra”, afirmou o presidente americano.

Trump disse, no entanto, que “até certo ponto, dependerá deles” se o governo vai seguir adiante com as tarifas sobre os US$ 200 bilhões ou não.

O Ministério de Comércio da China ameaçou, na última quinta-feira (6), tomar “as contramedidas necessárias” se os EUA impuserem essa nova rodada de tarifas sobre produtos chineses.

Comentários