TRE absolve prefeita de Fátima do Sul acusada por compra de votos

Jackson Nogueira

A prefeita eleita em Fátima do Sul, Ilda Machado (PR), foi absolvida pelo TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) da acusação de compra de votos na segunda-feira, dia 08 de maio. Ilda é esposa do ex-deputado Londres Machado e mãe da deputada estadual Grazielle Machado (PR).

Ilda Machado foi absolvida da acusação – Foto: Siliga News/Arquivo

De acordo com o site Siliga News, por cinco votos contra um, os juízes do tribunal decidiram pela absolvição.

No ano passado, ela foi flagrada em investigações, retirando R$ 200 do sutiã e entregando a um eleitor em troca de votos.

O ex-prefeito Júnior Vasconcelos (PSDB) também foi julgado e acabou condenado por unanimidade por abuso de poder. Já sua vice, a ex-vereadora Cida Santos (PROS) foi absolvida.

A decisão que afastou Ilda em novembro do ano passado foi dada ela Juíza 4ª Zona Eleitoral de Fátima do Sul, Rosângela Alves de Lima Fávero.

A magistrada acatou na época, ação cautelar interposta pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual) que investigou diversas denúncias de possível compra de votos praticados pela ex-prefeita do município, sobretudo através da análise de vídeo na qual ela teria sido flagrada durante compra de votos.

Comentários