Travesti volta para casa após sumiço e alega que estava estressada

Jéssica Wolff está desaparecida desde domingo  Foto: Reprodução/Facebook
Jéssica Wolff está desaparecida desde domingo
Foto: Reprodução/Facebook

Desaparecida desde o último domingo (12), a travesti Jessica Martins Wolff, de 37 anos, voltou para a casa no fim da manhã desta quarta-feira (15).

O caso foi parar na polícia no início da semana, quando a família não conseguiu mais contato com Jessica.

O carro usado pela travesti, inclusive, foi encontrado abandonado, o que aumentou a preocupação da família.

Lisline Emanuela Wolff, 34 anos e irmã de Jessica, disse que a travesti voltou para casa por conta própria e justificou o sumiço em razão de estresse. “Agora está tudo bem, vamos à polícia registrar o aparecimento dela e tirar os boletins que fizemos”, completa a irmã.

O CASO

Jéssica está desaparecida desde domingo (12) quando saiu, segundo a irmã, para ir à uma padaria e para comprar cigarros e posteriormente teve um encontro em um motel na região do Bairro Nova Lima.

De acordo ainda com sua irmã, a travesti teria também passado na casa de um amigo onde teria ficado pouco tempo.

No contato telefônico feito ainda no domingo, por volta das 13h30, ela disse que estava saindo de um motel com um rapaz, mas logo retornaria para casa. Às 15h, a travesti não apareceu e os familiares foram até a padaria. Lá um dos funcionários falou que Jessica comprou o cigarro, foi embora, mas retornou com um homem com mais de 30 anos, moreno, magro e baixo.

Depois disso, a travesti não foi mais vista. No mesmo dia, a família foi até ao IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e aos hospitais da cidade.

Comentários

comentários