Travesti foi morta por causa de extorsão, alegam autores de homicídio

A Polícia Civil identificou os autores do assassinato da travesti “Penélope”, 21 anos, que posteriormente foi identificado como Leonardo Marcolan Shavetock, ocorrido no dia 25 de novembro, no bairro Universitário. A travesti foi morta com 15 facadas no cruzamento das ruas Elvira Matos de Oliveira com Ucy Nagamine.

download

Após investigações, os policiais chegaram até Wesley Rocha Reis Bento, 23 anos, e Leandro da Silva Martins, 21 anos. Eles assumiram a autoria do crime e contaram que mataram “Penélope” porque ela estava extorquindo outros travestis que faziam ponto no mesmo local.

Ainda segundo a polícia, os homens alegaram ser maridos de duas travestis que estavam sendo extorquidas pela vítima.

Os autores foram autuados e responderão em liberdade pelo crime de homicídio.

Kerolyn Araújo

 

Comentários

comentários