Traficante é preso com mais 500 Kg de maconha e cocaína no Taveirópolis

A DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) apresentou na tarde de hoje(15), um traficante responsável pela distribuição de maconha e cocaína na Capital.

Droga estava escondida em uma casa, no bairro Taveirópolis, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)
Droga estava escondida em uma casa, no bairro Taveirópolis, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)

De acordo com o delegado titular José Paulo Sartóri, Givanildo José Avelino, de 39 anos, vulgo Pokemon, que estava sendo investigado a aproximadamente 30 dias, foi preso nesta manhã em um imóvel localizado na Avenida Tiradentes, no bairro Teixeirópolis, em Campo Grande. Na casa foi localizada 516 Kg de maconha e 1 tablete de cocaína, pesando 706 gramas, com a inscrição Made in Cochabamba, e uma munição calibre 22mm.

Givanildo já havia sido preso pelo mesmo crime nos anos de 2009 e 2011. (Foto: Paulo Francis)
Givanildo já havia sido preso pelo mesmo crime nos anos de 2009 e 2011. (Foto: Paulo Francis)

Sartóri afirma que ele era um dos principais distribuidores de droga da região do bairro Nova Lima, e que inclusive já foi preso pelo crime de trafico de drogas no ano de 2009 e 2011. Nesta última prisão o acusado estava em posse de metralhadora. “As informações dão conta que este individuo faz parte de uma facção criminosa. Nós acreditamos que com a prisão dele ter desarticulado ou pelo menos retirado de circulação um importante individuo que controlava o trafico de drogas no Nova Lima”, afirma.

O delegado conta que esta maconha, é uma maconha mentolada e tem um diferencial tanto no cheiro quando no preço, sendo uma droga de alto valor comercial, por ser diferenciada. Segundo a investigação a maconha teria vindo de Corumbá, e a cocaína da Bolívia. Toda a droga está avaliada em R$206 Mil reais.

Durante a apresentação Givanildo preferiu não conversar com a imprensa. Ele foi autuado novamente pelo crime de trafico de drogas.

Paulo Francis

 

Comentários

comentários