Trabalhadores param e coleta de lixo está suspensa na Capital

Funcionários da CG Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo em Campo Grande, decidiram paralisar as atividades nesta quarta-feira (9). Eles alegam atraso no salário do mês de agosto. Segundo a empresa, contratada do município, o pagamento feito pela prefeitura está atrasado há 3 meses.

09lixo

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Asseio e Conservação de MS (STEAC), Wilson Gomes da Costa, o motivo da paralisação é o não pagamento dos salários, que deveriam ter sido depositados no 5º dia útil.

Segundo o sindicalista, enquanto a empresa justifica que não quita os débitos porque a prefeitura está com repasses dos últimos três meses atrasados, a prefeitura nega que haja qualquer tipo de atraso.

Ontem à noite 150 bairros foram impactados pela falta de coleta. Entre eles, a área central no quadrilátero do bairro Amambaí, Avenida Ceará, Eduardo Elias Zahran e Euler de Azevedo.

Na manhã de hoje, outros 150 bairros deveriam ter o lixo coletado, mas com a paralisação, a sujeira não será retirada das ruas.

Em nota, a prefeitura informou que os pagamentos estão em dia e que vai recorrer à Justiça para que a coleta de lixo não seja interrompida.

De acordo com a CG Solurb, a prefeitura deve R$ 23,7 milhões à empresa, além de um reajuste que está atrasado há mais de 14 meses.

O valor do custo mensal que o município tem com o serviço varia de acordo com a quantidade de lixo recolhida das ruas, segundo explicação da empresa.

Comentários

comentários