Torcedor morre baleado após confrontos em São Januário em Vasco x Flamengo

Da ESPN

As cenas de violência em São Januário, após o clássico entre Vasco e Flamengo, neste sábado, deixou uma pessoa morta. A Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou que um torcedor, que não teve identidade e clube revelados, morreu depois de ser baleado do lado de fora do estádio.

O torcedor chegou a ser encaminhado ao Hospital Souza Aguiar, mas chegou já sem vida. Outras três pessoas também foram levadas ao local, duas também baleadas e outra ferida por estilhaços. Segundo informações do jornal “O Globo”, todas tinhas envolvimento com os confrontos pós-jogo.

O torcedor que morreu após os confrontos foi atingido na lateral do tórax, enquanto os outros dois que ficaram feridos teriam sido baleados na perna, segundo informações da Polícia Militar.

O final da vitória do Flamengo sobre o Vasco, por 1 a 0, foi marcado por cenas de violência, com diversos focos de confusão nas arquibancadas. Bombas de fabricação caseira chegaram a ser atiradas no gramado, enquanto jogadores e equipe de arbitragem ainda estavam em campo.

Eurico Miranda, presidente do Vasco, se pronunciou sobre os incidentes e chegou a pedir desculpas em nome do clube.  “O que aconteceu aqui não é Vasco. Isso não é Vasco. Estou apresentando meu pedido de desculpas em nome do Vasco. Realmente o que aconteceu aqui é algo que não tem justificativa.”

O estádio de São Januário pode ser interditado provisoriamente até o julgamento da violência registrada neste sábado, segundo o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, que já prometeu apresentar denúncia ao tribunal sobre o caso no início da próxima semana.

“Existe a possibilidade de uma interdição provisória, mas essa interdição tem que respeitar alguns procedimentos do código. A procuradoria vai avaliar com muita parcimônia e, caso, sejam verificadas as condições necessárias para isso (interdição), vai fazer esse requerimento sim”, disse ele, ao “Sportv”.

Comentários