Toque de midas II apura fraude em licitação para compra de livros

Jackson Nogueira

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União deflagraram nesta quarta-feira (3) a Operação Toque de Midas II para apurar desvios de recursos públicos e fraudes em licitações na Prefeitura de Paranhos.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e sequestro de valores

As fiscalizações efetuadas e as investigações constataram irregularidades e impropriedades que demonstram a ocorrência de fraudes a procedimentos licitatórios, com manipulação de cotações de preços com o objetivo de elevar o valor de referência do Pregão, além de superfaturamento/sobrepreço.

Os objetos das licitações eram aquisições de kits escolares e livros paradidáticos para atender a Rede Municipal de Ensino de Paranhos, no Sul de MS. Os prejuízos causados pela Organização Criminosa ao patrimônio público.

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e o sequestro de valores nas contas bancárias de duas empresas de aproximadamente R$ 270 mil. Os mandados estão sendo cumpridos nos municípios de Paranhos e Campo Grande. Participam da operação aproximadamente 30 Policiais Federais e servidores da CGU.

A Operação foi batizada de Toque de Midas II, uma vez que se trata de desdobramento da Operação Toque de Midas, realizada no início de Abril de 2017, também em Paranhos. Naquela oportunidade foi desbaratado um esquema criminoso de fraude em licitações referentes a aquisições de merendas, com um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 400 mil.

Comentários