TJ elege novo Corregedor-Geral de Justiça para completar o biênio

Os desembargadores do Tribunal Pleno do TJ-MS (Tribunal de Justiça de MS) elegeram, na sessão desta quarta-feira (11), por aclamação, o Des. Carlos Eduardo Contar para o cargo de Corregedor-Geral de Justiça. Ele completará o biênio 2017/2018 integrando a administração, em razão do falecimento do Des. Romero Osme Dias Lopes, no dia 3 de julho de 2018.
Contar ingressou na magistratura como desembargador na vaga correspondente ao quinto constitucional reservada ao Ministério Público, em agosto de 2007. Ele foi o Procurador de Justiça mais votado entre os concorrentes da lista tríplice do Parquet enviada ao Tribunal Pleno para votação.
Em junho de 2018, conquistou o primeiro ISO 9001 entre todos os órgãos públicos de Mato Grosso do Sul – a mais importante certificação de Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ). A certificação é o coroamento de um trabalho sistêmico e eficiente que reduziu substancialmente os processos do gabinete para um acervo mínimo, do qual há controle total.
No ano de 2016, quando apurada a produtividade em atendimento à Meta 1 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Des Carlos Eduardo Contar atingiu o índice de julgamento correspondente a 115,08%, destacando-se em 1º lugar no Tribunal de Justiça de MS. Mantendo o mesmo propósito de eficiência, celeridade e da melhor correção na aplicação do Direito e da Justiça, finalizou o ano de 2017 com a menor carga de processos existentes em seu poder, distinguindo-se, novamente, em 1º lugar dentre os membros da Corte Estadual.
Carlos Eduardo Contar é natural da capital sul-mato-grossense, formado em Ciências Jurídicas e em Filosofia. Tem Mestrado em Ciências Jurídicas pela Universidade de Coimbra (Portugal). Preside a 2ª Seção Criminal, é membro vitalício do Órgão especial e atua no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS).

Comentários

comentários