Tite monta Corinthians com novo esquema tático

O técnico Tite decidiu no treino desta quarta-feira pela manhã, no CT Joaquim Grava, o time do Corinthians para enfrentar a Ponte Preta, quinta, às 11h, em Itaquera, pelo Campeonato Brasileiro. Ele repetiu a formação da atividade de terça, com o zagueiro Vilson, o volante Cristian e o atacante Luciano como novidades.

Tite posiciona a equipe titular do Corinthians no treino desta quarta (Foto: Globo Esporte)
Tite posiciona a equipe titular do Corinthians no treino desta quarta (Foto: Globo Esporte)

A escalação é a seguinte: Walter, Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano.

O treinador comandou um trabalho em campo reduzido, cobrando muitas triangulações, já imaginando um possível retranca da Macaca. Em seguida, reuniu apenas os titulares em outro campo para acertar o posicionamento e ensaiar alguns lances em bolas paradas. Os jogadores também cobraram pênaltis.

O treino evidenciou uma sutil mudança no esquema tático. O Corinthians troca o 4-1-4-1 pelo 4-2-3-1. A diferença é que Bruno Henrique, agora na vaga de Elias, atuará um pouco mais recuado do que seu antecessor. Ele e Cristian terão a função de iniciar as jogadas para a linha ofensiva, com Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto.

Tite dará também uma nova oportunidade a Luciano, escalado como centroavante. O jogador não conseguiu retomar as boas atuações do ano passado, quando chegou a vencer a disputa com Vagner Love. Ele sofreu uma grave lesão no joelho direito e só retornou em 2016. Até agora, não fez gols na temporada.

A partida desta quinta também é muito importante para o zagueiro Vilson. Quarta opção para a posição, ele entra como titular na vaga de Balbuena, convocado para disputar a Copa América Centenário pela seleção paraguaia.

Depois de empatar com o Grêmio e perder para o Vitória, o Corinthians tenta conquistar a primeira vitória no Brasileirão. Além disso, joga para acabar com a série negativa de cinco partidas sem vencer. São quatro empates e uma derrota. (Globo Esporte)

Comentários

comentários