Tite estreia time ideal com gol de Neymar e vitória sobre a Áustria

Gazeta Press/JP

Em atuação consistente, atacante Neymar marcou o segundo gol do Brasil na Áustria (Foto: Joe Klamar/AFP)

O técnico Tite escalou o time que considera ideal desde o início pela primeira vez na manhã deste domingo. No Estádio Ernst Happel, com um gol marcado por Neymar, a Seleção Brasileira ganhou da Áustria por 3 a 0 no último amistoso antes da Copa do Mundo.

Artilheiro da gestão Tite na Seleção, Gabriel Jesus marcou seu 10º gol em Viena e, no segundo tempo, Neymar e Philippe Coutinho aumentaram. Considerada pela comissão técnica parecida com a Costa Rica, rival na Copa do Mundo da Rússia, a Áustria não aliviou e marcou duro o time visitante.

Nesta segunda-feira, a Seleção Brasileira já faz seu primeiro treinamento em Sochi, base durante a Copa do Mundo da Rússia. Às 15 horas (de Brasília) do próximo domingo, pela primeira rodada do Grupo E, o time dirigido por Tite encara a Suíça, em Rostov.

O Jogo – O Brasil manteve maior posse de bola desde o começo do amistoso e, com paciência, procurou a melhor alternativa para tentar furar a defesa austríaca. O time local não aliviou para a Seleção no último ensaio antes da Copa do Mundo e marcou duro, principalmente o atacante Neymar.

A Áustria chegou a assustar no momento Lainer recebeu de Schopf pela direita e cruzou para Arnautovic chutar por cima do gol. O Brasil respondeu com Philippe Coutinho, que limpou a marcação pelo meio e chutou para defesa na ponta dos dedos do goleiro Lindner.

A Seleção Brasileira inaugurou o marcador aos 34 minutos do primeiro tempo. Após escanteio pela direita, Marcelo pegou a sobra de fora da área e chutou. A bola desviou na defesa e sobrou na esquerda para Gabriel Jesus, em posição duvidosa, finalizar com categoria diante de Lindner.

O time visitante marcou o segundo gol aos 17 minutos da etapa complementar. Willian recebeu pela direita e, com visão de jogo, acionou Neymar do lado oposto. O camisa 10 dominou com tranquilidade, deixou Dragovic no chão e fuzilou o goleiro adversário.

Em desvantagem, a Áustria esmoreceu e sofreu o terceiro gol aos 23 minutos da etapa complementar. Em jogada pela esquerda, Roberto Firmino, que substituiu Gabriel Jesus, tabelou com Philippe Coutinho. O meia sobrou livre na cara de Linder e definiu com competência.

Tite aproveitou a etapa complementar para realizar alterações e dar ritmo a alguns reservas, entre eles Douglas Costa, que substituiu Neymar. A Seleção Brasileira teve chances para marcar o quarto gol, uma delas com Firmino, mas o placar seguiu inalterado.

Comentários