Thiem bate Federer de virada e conquista seu primeiro Masters 1000

Gazeta Esportiva.com

Dominic Thiem venceu Roger Federer e conquistou o Masters 1000 de Indian Wells (Foto: Matthew Stockman/AFP)

O austríaco Dominic Thiem conquistou o título mais importante de sua carreira na noite deste domingo. O número 8 do mundo derrotou o suíço Roger Federer (4º do ranking mundial) na final do Masters 1000 de Indian Wells, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 7/5, após 2h03 de partida.

Com a vitória, o tenista de 25 anos conquista seu primeiro torneio da série Masters 1000. Antes disso, Thiem havia erguido 11 troféus, sendo nove de ATP’s 250 e dois de ATP’s 500. Já Federer, que foi campeão em Dubai há três semanas, segue com 100 taças em sua galeria.

Além disso, o austríaco passou à frente do ex-número 1 do mundo no retrospecto geral do confronto. Agora, Thiem tem três vitórias e duas derrotas. O último duelo entre eles havia ocorrido na primeira fase do ATP Finals de 2018, quando o suíço fez 6/2 e 6/3.

O Jogo – Federer entrou em quadra mostrando energia, aproveitando o dia de folga recebido com a desistência de Rafael Nadal. O suíço venceu os três primeiros games do primeiro set, com direito a uma quebra no segundo após três break-points desperdiçados.

Thiem se recuperou na sequência, evitando novas quebras e obrigando Federer a correr bastante durante os pontos. A melhora resultou em sua primeira quebra de saque no sétimo game, diminuindo a vantagem para 4 a 3. No entanto, Federer devolveu a quebra logo em seguida e sacou para fechar o primeiro set em 6 a 3.

Em busca da reação, o austríaco começou a segunda parcial com ritmo mais forte e conseguiu rechaçar o saque do suíço no quarto game, abrindo 3 a 1. Thiem continuou aplicando golpes precisos e não chances a Federer encostar no placar, devolvendo o 6/3.

No terceiro e decisivo set, ambos os tenistas foram eficientes em seus respectivos serviços. Até o 11º game, quando Thiem quebrou o serviço de Federer logo em seu primeiro break point. Na sequência, o austríaco sacou firme para fechar o jogo com 7/5 e faturar o título mais importante de sua carreira.

Comentários