Árbitro que coleciona polêmicas é escalado para semi da Libertadores

Gazeta Esportiva.com

Roberto Tobar já se envolveu em polêmica em jogo do São Paulo (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Na manhã desta quinta-feira, a Conmebol divulgou as equipes de arbitragem que ficarão responsáveis pelas partidas de ida das semifinais da Copa Libertadores. O peruano Víctor Hugo Carrillo será o árbitro principal na partida entre River Plate e Grêmio, na próxima terça-feira, e o chileno Roberto Tobar apitará Boca Juniors e Palmeiras, na próxima quarta.

Roberto Tobar já havia apitado a vitória do Palmeiras sobre o Boca Juniors pelo placar de 2 a 0, na Bombonera, em partida válida pela fase de grupos da atual edição da Libertadores. Além disso, o chileno coleciona algumas polêmicas na carreira, uma delas, inclusive, envolvendo um time brasileiro.

Durante a Libertadores de 2016, The Strongest e São Paulo se enfrentaram na Bolívia, e após o empate em 1 a 1, Calleri, então jogador do time paulista, foi agredido com socos e chutes, e o árbitro optou por expulsar o atacante. Ainda nesta partida, os jogadores do time boliviano acusaram Tobar de desafiá-los para uma briga no túnel que dá acesso ao vestiário.

No mesmo ano, na partida entre Deportes Iquique e Unión Española, pelo Campeonato Chileno, o árbitro foi acusado de ameaçar e agredir verbalmente o jogador Mathías Riquero, do Iquique. De acordo com o atleta, após reclamar da marcação de um pênalti, Tobar teria lhe dito que o “pegaria” fora do campo

Roberto Tobar terá ao seu lado uma equipe quase inteira chilena. Os auxiliares serão Christian Schiemann e Claudio Rios, com Eduardo Gamoa como quarto árbitro. O VAR terá Julio Bascuñan, Piero Maza e Carlos Astroza. O observador do árbitro de vídeo será o uruguaio Martin Vazquez. A partida entre Boca Juniors e Palmeiras está marcada para a próxima quarta-feira, 24 de outubro, às 21h45 (horário de Brasília), na Bombonera, em Buenos Aires.

Já Carrillo, que não tem histórico de polêmicas envolvendo times brasileiros, terá Jonny Bossio e Victor Raez, ambos peruanos, como auxiliares. O quarto árbitro, também do Peru, será Diego Haro. No comando do VAR, o trio será uruguaio, com Leodan Gonzalez, Esteban Ostojich e Richard Trindad. O observador do árbitro de vídeo será o chileno Enrique Osses. A partida entre River Plate e Grêmio está marcada para a próxima terça-feira, 23 de outubro, às 21h45 (horário de Brasília), no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

Comentários