Testemunha dá detalhes da briga que terminou com a morte de gaúcho nos Estados Unidos

Um adolescente de 14 anos contou para a polícia americana detalhes da briga que resultou na morte do estudante gaúcho Roger Thomé Trindade, de 15 anos. O jovem foi agredido, na noite do último dia 15, na região de Winter Park, em Orlando, na Flórida. De acordo com a testemunha, antes de ser atacado, o rapaz havia sido vítima de uma brincadeira que o desagradou.As informações são do canal de televisão local “Wsoctv”.

Roger Trindade Foto: Reprodução / Facebook
Roger Trindade Foto: Reprodução / Facebook

De acordo com o jornal, o adolescente contou que ele e um amigo usaram um spay de mau cheiro em Roger e um outro rapaz que o acompanhava. Roger e o companheiro, então, perseguiram os jovens que tinham feito a brincadeira. A testemunha contou ainda que por medo da reação de Roger e do outro adolescente, ele gritou por ajuda. Nesse momento, outro grupo que estava por ali se aproximou.

Ainda de acordo com a testemunha, um rapaz deu soco em Roger que, então, caiu no chão. Caído, o brasileiro ainda foi acertado na cabeça por um soco de um segundo jovem. A testemunha não deu detalhes do que aconteceu em seguida.

Mas, de acordo com o jornal “Orlando Sentinel”, pouco tempo depois, uma mulher que passava pelo local viu Roger no chão e ligou para o serviço de emergência. Ele foi levado para um hospital, onde ficou internado por dois dias antes de morrer.

O resulto preliminar da autópsia não revelou a causa exata da morte do estudante, mas, em breve, um novo laudo pode trazer essa resposta. Até o momento, nenhuma prisão foi feita no caso.

Luto

Para cobrar empenho no trabalho de investigadores do caso e compartilhar lembranças do jovem, parentes e amigos criaram no Facebook a página “Justice for Roger Trindade” (“Justiça para Roger Trindade”, em tradução livere), Até o momento, a comunidade já tem mais de 800 mil seguidores.

“Hoje faz uma semana que Roger Thomé Trindade foi atacado! Queremos respostas e que a Policia cumpra a justiça nesse caso! Não foi acidente!”, diz uma publicação da página.

Comentários

comentários