Teste “3 em 1” para zika, chikungunya e dengue deve começar em março

O Ministro da Saúde, Marcelo Castro, disse nesta sexta-feira (26) que o teste simultâneo para dengue, zika e chikungunya deve começar a ser usado em março. “Você coleta o sangue, faz o exame, e 2, 3 horas depois você tem o resultado, num exame só, se a pessoa está com dengue, chikungunya ou zika”, disse Castro.

27teste

O teste foi desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro em parceria com a do Paraná. “Há um compromisso da Fiocruz para nos entregar no final de fevereiro”, disse o ministro.

Hoje em dia o paciente tem que fazer um teste específico para cada doença. De acordo com o Instituto, a novidade vai garantir maior agilidade para o diagnóstico realizado na rede de laboratórios do Ministérios da Saúde, além de reduzir os custos e permitir a substituição de insumos estrangeiros por um produto nacional.

O novo Kit NAT, porém, funciona por PCR — detecção de segmentos de material genético do vírus — e só é capaz de detectar os patógenos durante o período de infecção viral, que dura apenas alguns dias.

Repelentes para grávidas

O ministro ainda anunciou de quanto será o aporte para a distribuição de repelentes contra o mosquito a grávidas que sejam beneficiárias do programa Bolsa Família. “Os repelentes vão ser adquiridos agora, são aproximadamente 300 milhões de reais”, disse Castro.

Comentários

comentários