Taxista é assaltado e consegue sair do carro após suspeitos falarem em matá-lo

Da Redação/JN

Um taxista de 60 anos foi assaltado por bandidos que se passaram por passageiros e conseguiu fugir após um deles falar em matá-lo. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (10), no Centro de Campo Grande.

Ponto de táxi onde a vítima trabalha, em Campo Grande

O trabalhador disse à polícia que pegou os dois suspeitos perto do estádio Morenão e os levaria para o Centro. Quando se aproximavam do destino, o rapaz sentado no banco do passageiro anunciou o assalto, ameaçando o taxista com uma faca.

O trabalhador teve a carteira e o celular roubados. Em seguida, o assaltante armado disse ao comparsa que mataria o taxista, que em seguida conseguiu sair do carro e correu do local.

Já os suspeitos, conforme registro policial, fugiram levando o carro do taxista, que foi encontrado abandonado na área central.

O caso foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas. Até a publicação desta reportagem nenhum suspeito havia sido preso.

O taxista trabalha em ponto no Jardim dos Estados e há 20 anos para a mesma pessoa.

Comentários