Tatuador foi executado por pistoleiros em moto com tiros calibre 9mm

Assassinado na noite desta quarta-feira, dia 05 de dezembro, em Ponta Porã, cidade localizada na região de fronteira com o Paraguai, o tatuador paraguaio Nicanor Garay Ovelar, de 40 anos, foi alvo de disparos de pistola calibre 9 milímetros. Mas ainda não há informações da quantidade de tiros que teriam acertado a vítima.

Ele estava sentado em frente ao próprio estúdio, na esquina das ruas Marechal floriano com a Baltazar Saldanha, quando foi atingido. Nicanor ainda teria tentado fugir dos dois pistoleiros que estavam em uma motocicleta, mas não resistiu.

Nicanor em seu estúdio de tatuagem em Ponta Porã. – Crédito: (BrasiguaioNews)

A dupla fugiu logo em seguida e ainda não foi encontrada pela polícia.

O tatuador foi morto cerca de 7 horas depois de Wanderley Almeida, também foi assassinado em frente de casa, na Rua Antônia Capile, no bairro Jardim Universitário da cidade de Ponta Porã.

Testemunhas disseram que viram uma caminhonete de cor branca se aproximar do empresário. Sem dizer nada, os ocupantes do veículo efetuam diversos disparos de pistola 9 milímetros e fugiram em seguida.

Vanderlei chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo após dar entrada ao Hospital Regional da cidade.

Ele era proprietário de caminhões e de uma empresa de ônibus na cidade de Ponta Porã.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui